Copacabana Runners

Ablação por cateter

Coração - Mikael Häggström, domínio público

O que é ablação por cateter

A Ablação por cateter é um procedimento médico usado no tratamento de alguns tipos de arritmias. A arritmia é um problema com o ritmo ou freqüência do batimento cardíaco.

Durante a ablação por cateter, um tubo longo e fino é colocado dentro de um vaso sanguíneo no braço, virilha ou pescoço. Esse tubo é chamado cateter de ablação e é guiado para dentro do coração através do vaso sanguíneo.

Uma máquina especial envia energia através do cateter de ablação até o coração. Essa energia destrói pequenas áreas do tecido cardíaco onde batimentos anormais podem ocasionar o começo de uma arritmia.

Energia de radiofreqüência é geralmente usada na ablação por cateter. Esse tipo de energia usa ondas de rádio para produzir calor que destrói o tecido cardíaco. Estudos têm mostrado que energia de radiofreqüência é segura e eficiente.

Para entender a ablação por cateter, ajuda compreender como o coração funciona. O sistema elétrico do coração controla a freqüência e ritmo dos batimentos cardíacos. Normalmente em cada batimento cardíaco um sinal elétrico se espalha pelo coração do topo até abaixo. À medida que o sinal elétrico viaja, ele faz o coração contrair e bombear sangue. O processo se repete a cada novo batimento cardíaco.

Um problema com qualquer parte desse processo pode causar arritmia. Ablação por cateter é um dos vários tratamentos para arritmia cardíaca. O médico pode recomendar esse tratamento se:
* O medicamentos que o paciente toma não controlam sua arritmia.
* O paciente não tolera os medicamentos prescrevidos para sua arritmia.
* O paciente possui certos tipos de arritmia.
* O paciente tem atividade elétrica anormal no coração que eleva o risco de fibrilação ventricular (um tipo potencialmente fatal de arritmia) e parada cardíaca súbita.

Riscos da ablação por cateter

A ablação por cateter apresenta alguns riscos. Sangramento, infecção e dor podem ocorrer onde o cateter foi inserido. Problemas mais sérios incluem coágulos sanguíneos e perfuração do coração. O médico explicará os riscos ao paciente.

Alguns riscos do procedimento de ablação por cateter incluem:
* Sangramento, infecção e dor no local onde o cateter foi inserido.
* Dano aos vasos sanguíneos. Essa complicação é muito rara, sendo causada pelo cateter provocando buraco no vaso sanguíneo ao ser guiado para o coração.
* Perfuração do coração.
* Danos ao sistema elétrico do coração, o que pode fazer com que o paciente precise de marcapasso permanente.
* Coágulos sanguíneos, os quais podem causar derrame e outras complicações.
* Estreitamentos das veias que carregam sangue dos pulmões para o coração (estenose).

Assim como qualquer procedimento cardíaco, complicações pode algumas vezes ser fatais. Porém, fatalidades são raras durante a ablação por cateter. O risco de complicações é maior se o paciente tiver diabetes, doença renal, ou mais de 75 anos de idade.

Prognóstico da ablação por cateter

A ablação por cateter nem sempre restaura o ritmo ou freqüência cardíaca normais. O paciente também pode necessitar de outros tratamentos. Também, algumas pessoas que passam por esse procedimento podem precisar repeti-lo. Isso pode acontecer se o primeiro procedimento não corrigiu completamente o problema.

Saiba mais:
Cateterismo Cardíaco - O que é, quem precisa fazer, riscos
Arritmia Cardíaca - O que é, causas, sintomas e tratamento
Taquicardia
Taquicardia - Tipos de taquicardias
Monitor Holter ECG 24h e de eventos - Arritmias
Palpitação cardíaca - Tratamento e diagnóstico
Palpitação cardíaca - Sintomas
Palpitação cardíaca - Causas
Palpitação no coração
Arritmia em atletas - Arritmias e problemas cardíacos
Síndrome do QT longo - Tratamento
Síndrome do QT longo - Sintomas e diagnóstico
Síndrome do QT longo - O que é
Fibrilação atrial - Sintomas e tratamento
Fibrilação atrial - Causas
Fibrilação atrial - O que é
Bloqueio cardíaco - Sinais, sintomas, diagnóstico, tratamento
Bloqueio cardíaco congênito e adquirido - Causas dessa arritmia
Bloqueio cardíaco - O que é essa arritmia e seus tipos
Marcapasso - Como funciona e troca da bateria
Marcapasso cardíaco provisório e definitivo - O que é
Vivendo com marcapasso
Cirurgia para a colocação de marcapasso



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Texto: National Heart, Lung, and Blood Institute
Tradução: copyright © 2012 por Helio Augusto Ferreira Fontes