Copacabana Runners

Alimentação das modelos

Segundo o dicionário Aurélio, o modelo é a pessoa que auxilia na reprodução do trabalho dos artistas, desfilando as roupas ou objetos que devem ser exibidos à clientela. Assim, o instrumento de trabalho de modelos e manequins é o próprio corpo, estimulando cada vez mais o culto ao corpo com prática de exercícios físicos; adoção de dietas, muitas vezes exageradas; além de práticas estéticas para disfarçar o envelhecimento.

Ao passar dos anos, a magreza excessiva foi instituída como o padrão de beleza das passarelas. Esta obsessão pela magreza, que impõe este tipo físico como saudável, desejado e valorizado, nunca esteve tanto em evidência como nas últimas décadas. A busca excessiva pela magreza estimulou jovens adolescentes a adotarem e incentivarem práticas alimentares errôneas, com dietas restritivas e classificas como “dietas da moda”, uso de produtos diet e light de forma indiscriminada, além dos transtornos alimentares, como anorexia e bulimia.

Em diversos países e o estado de Santa Catarina, aqui do Brasil, foi instituída uma Lei que proíbe o desfile de modelos com IMC menor que 18 kg/m² por representar risco à saúde.

As modelos com idade entre 10 e 19 anos, assim como qualquer outro adolescente, estão em pleno crescimento físico, caracterizado por aumento das necessidades nutricionais e mudanças da composição corporal. Além disso, apresentam um cotidiano atribulado, com testes, trabalhos e estudos. Assim, o ideal é manter uma alimentação saudável, consumindo todos os grupos de alimentos da pirâmide alimentar conforme as recomendações e realizando, no mínimo, quatro refeições ao dia. 

Além disso, é importante conhecer um pouco sobre a anemia e bulimia, já que o hábito de fazer dietas restritivas pode aumentar em 18 vezes à chance de um indivíduo desenvolver um transtorno alimentar, principalmente quando associado com fatores como: histórico familiar de transtornos alimentares, transtorno de humor, abuso de álcool e drogas, predisposição psicológica, relação patológica com a família e vulnerabilidade biológica.

A anorexia e a bulimia nervosa têm como características comuns o medo de engordar, com o desejo constante de emagrecer e preocupação obsessiva com os alimentos. A anorexia nervosa manifesta-se pela diminuição drástica e voluntária da ingestão alimentar (a pessoa não se alimenta ou se alimenta muito pouco), o que leva à perda progressiva de peso e ao emagrecimento. Já a bulimia caracteriza-se pela grande ingestão de alimentos seguida de enorme culpa, que leva o indivíduo a provocar o vômito e/ou fazer uso de diuréticos e laxantes. 

As principais complicações clínicas dos transtornos alimentares são hipercolesterolemia, hipoglicemia, alterações endócrinas, queda da densidade mineral óssea, arritmia cardíaca devida às perdas hidroeletrolíticas, hipotensão, alterações pulmonares, insuficiência renal e suicídio.

Assim, a melhor forma de se evitar problemas de saúde e manter um corpo saudável e com disposição para o dia a dia, é adotar hábitos de vida saudáveis, como: alimentação equilibrada; não utilizar medicamentos sem indicação médica; praticar atividade física de forma saudável, e o principal, se aceitar da forma que é!

A seguir, alimentos e quantidades a serem consumidas para uma alimentação saudável e equilibrada utilizando a pirâmide alimentar.

Pirâmide alimentar
Grupo 1: Pães, cereais, raízes e tubérculos (pães, farinhas, massas, bolos, biscoitos, cereais matinais, arroz, feculentos e tubérculos)
- Recomendação: 5 porções no mínimo a 9 no máximo;
Grupo 2: Hortaliças (todas as verduras e legumes, com exceção das citadas no grupo anterior)
- Recomendação: 4 porções no mínimo, 5 no máximo;
Grupo 3: Frutas (cítricas e não cítricas)
- Recomendação: 3 porções no mínimo, 5 no máximo;
Grupo 4: Carnes (carne bovina e suína, aves, peixes, ovos, miúdos e vísceras)
- Recomendação: 1 porção no mínimo, 2 no máximo;
Grupo 5: Leite e derivados 
- Recomendação: 3 porções;
Grupo 6: Leguminosas (feijão, soja, ervilha, grão de bico, fava, amendoim)
- Recomendação: 1 porção;
Grupo 7: Óleos e gorduras (margarina/manteiga, óleo)
- Recomendação: 1 porção no mínimo, 2 no máximo;
Grupo 8: Açúcares e doces (doces mel e açúcares)
- Recomendação: 1 porção no mínimo, 2 no máximo;

Lembre-se:
- Não fique mais de 3 horas sem comer. O jejum prolongado é prejudicial para o controle do peso;
- Ingira, pelo menos, 2 litros de água por dia. Os líquidos auxiliam no funcionamento do intestino, além de minimizar os inchaços;
- Dê preferência por alimentos assados, grelhados ou cozidos. Eles apresentam menor quantidade de gordura;
- Na montagem do seu prato, escolha apenas um alimento do Grupo 1 e se possível, inicie a refeição com um prato cheio de legumes e verduras. Pode-se temperar com o suco do limão;
- Consuma frutas variadas durante o dia e dê preferência por consumir as frutas cítricas após as grandes refeições. Dessa forma, a absorção do ferro será favorecida e o risco de uma anemia se torna menor. Assim, você estará mais disposto a realizar as suas atividades do dia a dia;
- Atenção a quantidade de açúcar utilizado para adoçar as bebidas e a quantidade de refrigerante ingerido. Mesmo sem perceber, estamos consumindo grandes quantidades de calorias vazias, sem nutrientes; 
- Pratique atividade física. Caminhe, ande de bicicleta, passeie no parque, corra na praia, dance... Encontre atividades que te façam bem!


















Referências Bibliográficas:

AMARAL, M. O Fenômeno do Culto ao Corpo Moderno e a Magreza como Símbolo de Beleza: estudo sobre o movimento “Pró-Ana” no Brasil. VI Congresso Português de Sociologia. Universidade Nova de Lisboa, junho, 2008.

ANDRADE, A.; BOSI, M.L.M. Mídia e subjetividade: impacto no comportamento alimentar feminino. Rev. Nutr., Campinas, v.16, n.1, p.117-125, jan./mar., 2003.

DUNKER, K. L. L. Prevenção dos transtornos alimentares: uma revisão metodológica. Rev. Soc. Bras. Alim. Nutr., São Paulo, v. 34, n. 2, p. 195-211, ago. 2009.

PENZ, L.R.; BOSCO, S.M.D.; VIEIRA, J.M. Risco para desenvolvimento de transtornos alimentares em estudantes de Nutrição. Scientia Medica, Porto Alegre, v. 18, n. 3, p. 124-128, jul./set. 2008.

PHILIPPI, S.T. et al. Pirâmide alimentar adaptada: guia para escolha dos alimentos. Rev. Nutr., Campinas, v.12, n.1, p.65-80, jan./abr., 1999.

RODRIGUES, A.M. et al. Composição corporal, gasto energético e ingestão alimentar em modelos brasileiras. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum., v.11, n.1, p.1-7, 2009.

Créditos:
Júlia Giorgi. Estagiária de Nutrição.
Orientação da Nutricionista: Dra. Bruna S. Burti CRN3: 28101.
Nutricionista da B2B Saúde e Nutrição. Graduada pelo Centro Universitário São Camilo.


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:



Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Artigos relacionados:
Tratamento da bulimia e anorexia - Perguntas e respostas
Compulsão alimentar na bulimia nervosa
Tratamento da bulimia e anorexia - Perguntas e respostas
Anorexia Nervosa - Definição, causas, tratamento
Auto-imagem e desordens alimentares
Bulimia nervosa
Índice de Massa Corporal - IMC - Peso Saudável e ideal
Osteoporose - O que é, prevenção, sintomas
Osteoporose
Sibutramina - Remédio para emagrecer
Lipostabil não possui registro no Brasil
Remédios e medicamentos para emagrecer
Moderadores de apetite ou Anorexígenos e Anfetaminas
Emagrecer rápido não é saudável
Dicas simples para ajudar a emagrecer
Plano para emagrecer
Saiba porque é preciso manter o peso dentro da normalidade - Coma para viver e não viva para comer
Como Manter o Emagrecimento
Como Perder Peso
Alimentação para emagrecer com saúde
Como emagrecer com saúde - Remédio, ervas, alimentação
Femproporex - Remédio para emagrecer
Sibutramina - Efeitos colaterais, bula e dosagem
Mazindol - Remédio para emagrecer
Efeito Sanfona ou io-io nas dietas para emagrecer
Inibidores de apetite - Perigosa influência sobre o comportamento
Clorodiazepóxido
Fluoxetina emagrece? Perda de peso e efeitos colaterais
Fluoxetina - Daforin ou Prozac
Ritalina - Metilfenidato
Sertralina - Zoloft
Dieta para manter o peso
Dieta para perder kg
Tabela de peso ideal pelo IMC
Clenbuterol
Metformina - Emagrece? Uso para diabetes e SOP
Tesofensina
5-HTP e Griffonia simplicifolia
5-HTP ou 5-Hidroxitriptofano
Caralluma fimbriata para emagrecer e suprimir o apetite
Adderall
Picolinato de cromo
Hoodia gordonii - Efeitos colaterais, Anvisa, emagrece?
Aloína
Barbitúricos
Anfetaminas
Magrins emagrecedor em cápsulas tem propaganda proibida
Hydroxycut - Alerta sobre efeitos colaterais
Victoza (liraglutida) - Efeitos colaterais
Tiratricol - TRIAC
Ortorexia nervosa
Compulsão alimentar
Transtornos alimentares
Transtorno Dismórfico Corporal - Anorexia, Drunkorexia, Bulimia, Vigorexia
Anorexia Alcoólica ou Drunkorexia
Anorexia e bulimia - Perguntas e respostas
Pirâmide alimentar - Dieta saudável equilibrada e balanceada
Corpo definido
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar: