Copacabana Runners

Aneurisma de aorta abdominal e torácica

Coração - Mikael Häggström, domínio público

O que são aneurisma de aorta abdominal e torácica

Aneurisma é dilatação anormal na parede da artéria, um vaso sanguíneo que transporta sangue rico em oxigênio do coração para outras partes do corpo. 

O aneurisma que cresce e fica muito grande pode romper, causando sangramento interno perigoso e muitas vezes fatal. 

A maioria dos aneurismas ocorre na aorta, que é a principal artéria que carrega sangue do coração para o resto do corpo. Quando o aneurisma está na aorta no peito é chamado de aneurisma de aorta torácica. Já quando o aneurisma ocorre na aorta no abdômen é chamado de aneurisma de aorta abdominal. Grandes aneurisma de aorta, se encontrados a tempo, podem freqüentemente ser reparados com cirurgia para substituir a parte doente da artéria.

Aneurisma de aorta torácica

O aneurisma de aorta que ocorre na parte da artéria que passa pelo tórax (peito) é um aneurisma de aorta torácica. Um em cada quatro casos de aneurisma de aorta é torácica. A maioria dos aneurismas de aorta torácica não produz nenhum sintoma, até mesmo quando são grandes. Apenas metade das pessoas com aneurisma de aorta torácica notam algum sintoma. O aneurisma de aorta torácica agora é mais freqüentemente identificado graças à tomografia computadorizada feita em decorrência de outros problemas médicos. Em casos comuns de aneurisma de aorta torácica as paredes da artéria ficam fracas e a seção perto do coração alarga. Então, a válvula entre o coração e a aorta não se fecha apropriadamente e o sangue vaza de volta ao coração.

Aneurisma de aorta abdominal

Um aneurisma de aorta abdominal ocorre na parte da aorta que corre pelo abdômen. Três em quatro casos de aneurisma de aorta são abdominais. Um aneurisma de aorta abdominal pode ficar bem grande sem produzir sintomas. De cada cinco aneurismas de aorta abdominal, um rompe.

Causas

Aneurisma pode ser decorrente de aterosclerose ou da constante pressão alta dentro de uma artéria. Aneurisma de aorta torácica também pode resultar de lesão no peito, como por exemplo em uma colisão de automóvel. Certas condições médicas, como a síndrome de Marfan, também podem ocasionar aneurismas. Em casos raros algumas infecções, como sífilis não tratada, podem causar aneurisma de aorta. Aneurismas de aorta também podem ocorrer devido a doenças, como vasculite, que causam inflamação dos vasos sanguíneos.

Sinais e sintomas do aneurisma de aorta abdominal

A maioria dos aneurismas de aorta abdominal desenvolve-se lentamente ao longo dos anos e não apresenta sintomas até que se rompa. Algumas vezes o médico pode sentir uma massa pulsante ao examinar o abdômen do paciente. Quando os sintomas estão presentes podem incluir:
* Dor penetrante nas costas ou do lado do abdômen.
* Dor contínua no abdômen, que pode durar de horas a dias.
* Sensação de frio, falta de sensibilidade ou formigamento nos pés devido ao fluxo de sangue bloqueado nas pernas.

Se o aneurisma de aorta abdominal romper, os sintomas podem incluir dor súbita e severa no abdômen inferior e costas; náusea e vômito; transpiração na pele; tontura; e batimento cardíaco rápido quando ao levantar. O sangramento interno decorrente do rompimento do aneurisma pode colocar a pessoa em choque circulatório.

Sinais e sintomas do aneurisma de aorta torácica

O aneurisma de aorta torácica pode não apresentar qualquer sintoma até que comece a vazar ou crescer. Os sinais e sintomas podem incluir:
* Dor no maxilar, pescoço, costas ou peito.
* Tosse, rouquidão e problema para respirar.

Tratamento do aneurisma de aorta

Especialistas recomendam que homens de 65 a 75 anos de idade, que já foram fumantes, façam um exame de ultrasonografia para procurar por aneurisma de aorta abdominal. 

O tratamento recomendado para aneurisma de aorta é baseado no tamanho do aneurisma:
* Se o diâmetro da aorta for pequeno - menos de 3 centímetros - e não houver sintomas, "acompanhamento cuidadoso" e exames durante 5 a 10 anos podem ser tudo o que é preciso, de acordo com o que o médico determinar.
* Se a aorta tiver entre 3 e 4 cm de diâmetro, o paciente deve retornar ao médico a cada ano para ultrasom, a fim de verificar se o aneurisma cresceu.
* Caso a aorta esteja entre 4 e 4,5 cm, o ultrasom deve ser repetido a cada 6 meses.
* Se o diâmetro da aorta for maior que 5 cm, ou tiver crescido mais de 1 cm por ano, a cirurgia deve ser considerada o mais rápido possível.

Saiba mais:
Aneurisma Cerebral
Pressão alta - Sintomas, diagnóstico e tratamento
Pressão alta - causas, prevenção e fatores de risco
Vasculite - O que é
Vasculite - Tratamento e causas
Vasculite - Sintomas e sinais
Aterosclerose - Causas e fatores de risco
Aterosclerose - Tratamento
Aterosclerose - Diagnóstico
Aterosclerose - Sintomas
Doença arterial obstrutiva periférica - Causas e fatores de risco
Síndrome de Marfan - O que é, sintomas, diagnóstico e tratamentos
Doenças cardíacas - Prevenção de doença cardíaca e seus tipos
Doenças cardiovasculares




Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Texto: National Heart, Lung, and Blood Institute
Tradução: copyright © 2007 por Helio Augusto Ferreira Fontes