Copacabana Runners

Apendicite - O que é, causas, sintomas, tratamento e cirurgia

Apendicite - Open i

O que é apendicite

A apendicite é inchaço doloroso e infecção do apêndice. O apêndice é uma bolsa em forma de dedo ligada ao intestino grosso e localizada na área inferior do abdômen. Cientistas não sabem ao certo qual a função do apêndice, porém sua remoção não parece afetar a saúde da pessoa. A parte interior do apêndice é chamada lúmen apendicular. Muco criado pelo apêndice viaja através do lúmen apendicular e é esvaziado no intestino grosso.

Causas da apendicite

Obstrução do lúmen apendicular causa da apendicite. O muco acumula no lúmen apendicular fazendo com que se multipliquem as bactérias que normalmente vivem dentro a apêndice. Como resultado, o apêndice incha e fica infectado. 

Fontes de obstrução incluem:
* Fezes, parasitas ou tumor que entope o lúmen apendicular.
* Tecido linfático aumentado na parede do apêndice ocasionado por infecção em algum local do corpo.
* Doença inflamatória intestinal.
* Trauma no abdômen. 

Um apêndice inflamado provavelmente estourará se não for removido, espalhando infecção pelo abdômen -- uma condição perigosa chamada peritonite.

Sintomas da apendicite

A maioria das pessoas com apendicite tem sintomas clássicos que o médico pode identificar facilmente. O principal sintoma é dor abdominal, a qual geralmente:
* Ocorre subitamente, muitas vezes fazendo a pessoa acordar à noite.
* Ocorre antes de outros sintomas.
* Começa perto do umbigo e então move para baixo e para a direita.
* É nova e diferente de qualquer dor sentida anteriormente.
* Piora em horas.
* Piora ao se mover respirar profundamente, tossir ou espirrar.

Outros sintomas de apendicite incluem:
* Falta de apetite.
* Náusea.
* Vômito.
* Constipação ou diarréia.
* Incapacidade de soltar gases.
* Febre baixa que segue outros sintomas.
* Inchaço abdominal.
* Sensação que defecar aliviará o desconforto.

Os sintomas variam e podem ser similares a outras fontes de dor abdominal, como:
* Obstrução intestinal.
* Doença inflamatória intestinal.
* Doença inflamatória pélvica e outros transtornos ginecológicos.
* Adesões intestinais.
* Constipação.

Diagnóstico da apendicite

O médico pode fazer o diagnóstico de apendicite, na maioria dos casos, com histórico médico do paciente e exame físico. Se a pessoa mostrar sintomas clássicos, o médico pode sugerir cirurgia imediatamente para remover o apêndice antes que ele estoure. O médico pode usar testes laboratoriais e de imagem para confirmar apendicite caso a pessoa não apresente sintomas clássicos. Os testes também podem ajudar a diagnosticar apendicite em pessoas que não podem descrever os sintomas adequadamente, como crianças e pacientes com problemas mentais.

Cirurgia para tratamento de apendicite

Geralmente o tratamento da apendicite é feito removendo o apêndice. Quando há suspeita de apendicite, o médico freqüentemente sugere cirurgia sem conduzir extensivos testes diagnósticos. Cirurgia imediata diminui as chances do apêndice estourar.

A cirurgia de remoção do apêndice é chamada apendicectomia, e pode ser feita de duas formas. O método antigo, chamado laparotomia, remove o apêndice através de uma única incisão na parte inferior direita do abdômen. O método mais novo, chamado laparoscopia cirúrgica, usa várias incisões menores e ferramentas cirúrgicas especiais para remover o apêndice. A laparoscopia cirúrgica ocasiona menos complicações e requer período de recuperação mais curto.

A cirurgia ocasionalmente revela um apêndice normal. Nesses casos, muitos cirurgiões removem o apêndice saudável para eliminar a possibilidade futura de apendicite. Ocasionalmente, cirurgia revela um problema diferente, o qual pode também ser corrigido durante o procedimento.

Algumas vezes abscessos se formam ao redor de um apêndice que estourou. Um abscesso é uma massa cheia de pus, decorrente da tentativa do corpo de impedir o alastramento da infecção. Geralmente o abscesso é drenado antes da cirurgia. Para isso, um tubo é colocado no abscesso através da parede abdominal. O tudo para drenagem é deixado no local por aproximadamente 2 semanas enquanto antibióticos são administrados para tratar a infecção. De 6 a 8 semanas depois, quando a infecção e inflamação estiverem sob controle, a cirurgia é feita para remover o apêndice estourado.

Tratamento não-cirúrgico para apendicite

O tratamento não-cirúrgico pode ser usado se cirurgia não estiver disponível, o paciente não estiver bem o suficiente para passar por cirurgia, ou se o diagnóstico não for claro. O tratamento não-cirúrgico inclui antibióticos para tratar a infecção e dieta líquida ou branda até que a infecção seja curada. Uma dieta branda tem poucas fibras e é facilmente digerida pelo trato intestinal.

Recuperação

Com cuidados adequados, a maioria das pessoas se recupera da apendicite e não precisa fazer qualquer mudança de dieta, exercícios ou estilo de vida. A recuperação completa da cirurgia dura de 4 a 6 semana. Limitar atividade física durante esse período permite a recuperação do tecido.

O que fazer se suspeitar que tem apendicite

A apendicite é uma emergência médica que requer cuidados imediatos. Quem achar que está com apendicite deve procurar um médico ou ir ao atendimento de emergência imediatamente. Diagnóstico e tratamento rápidos reduzem as chances do apêndice estourar e melhoram o tempo de recuperação.

Saiba mais:
Apendicite
Peritonite

Dores abdominais e estomacais - gases, gravidez, dor constante
Como acabar com gases intestinais - Alimentos que causam
Excesso de gases intestinais e seus sintomas



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2012, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto: National Digestive Diseases Information Clearinghouse