Copacabana Runners

Aterosclerose - Causas e fatores de risco

Coração - Mikael Häggström, domínio público

Causas da aterosclerose

A causa exata da aterosclerose é desconhecida. Porém, estudos mostram que aterosclerose é uma doença lenta e complexa que começa na infância e desenvolve mais rápido à medida que a pessoa envelhece.

Aterosclerose pode começar quando certos fatores danificam as camadas interiores das artérias. Esses fatores incluem:
* Fumo.
* Grandes quantidades de certas gorduras e colesterol no sangue.
* Pressão alta.
* Grandes quantidades de açúcar no sangue decorrente de resistência à insulina ou diabetes.

Quando danos ocorrem nas artérias, o corpo começa o processo de cura. Tecidos gordurosos liberam compostos que promovem esse processo. Essa cura faz com que placa de gordura se acumule onde as artérias foram danificadas.

Como o tempo, a placa pode quebrar. Células sanguíneas chamadas plaquetas se agrupam para formar coágulos sanguíneos onde ocorreu a quebra. Isso estreita ainda mais as artérias e pode piorar a angina (dor no peito) ou causar ataque cardíaco.

Fatores de risco para aterosclerose

Doença das artérias coronárias, decorrente de aterosclerose nelas, é a principal causa de mortes nos Estados Unidos. Apesar da causa exata da aterosclerose ser desconhecida, certas condições, traços e hábitos podem elevar as chances de tê-la. Essas condições são conhecidas como fatores de risco. As chances da pessoa desenvolver aterosclerose aumentam dependendo da quantidade de fatores de risco que ela tem.

Alguns fatores de risco para aterosclerose podem ser controlados de modo a prevenir ou adiar a aterosclerose. Outros fatores de risco não podem ser controlados.

Principais fatores de risco para aterosclerose

Níveis pouco saudáveis de colesterol no sangue
Isso inclui colesterol LDL (algumas vezes chamado de colesterol ruim) e HDL (algumas vezes chamado de bom colesterol).

Pressão sanguínea alta 
A pressão sanguínea é considerada alta se ficar a 140/90 mmHg, ou acima disso, por um período de tempo.

Fumo
Fumar pode danificar e espessar os vasos sanguíneos, elevar os níveis de colesterol, e aumentar a pressão sanguínea. O fumo também não permite que oxigênio suficiente alcance os tecidos do corpo.

Resistência à insulina
Essa condição médica ocorre quando o corpo não pode usar sua própria insulina apropriadamente. Insulina é um hormônio que ajuda a mover açúcar no sangue para dentro das células, onde ele é usado.

Diabetes
Essa é uma doença na qual os níveis de açúcar no sangue são altos porque o corpo não fabrica insulina suficiente ou não a usa apropriadamente.

Sobrepeso ou obesidade
O sobrepeso ocorre quando a pessoa tem peso corporal extra de músculos, ossos, gordura e/ou água. Obesidade é ter grande quantidade de gordura corporal extra.

Sedentarismo
A falta de exercícios físicos pode piorar outros fatores de risco para aterosclerose.

Idade
À medida que a pessoa envelhece o risco de aterosclerose aumenta. Genética ou fatores de estilo de vida pode ocasionar acúmulo de placas nas artérias à medida que a pessoa envelhece. Quando se passa da meia-idade, placa suficiente pode ter se acumulado para causar sinais ou sintomas. O risco aumenta depois dos 45 anos em homens, e 55 anos em mulheres

Histórico familiar de doença cardíaca
O risco para aterosclerose aumenta se o pai ou irmão foram diagnosticados com doença cardíaca precoce antes dos 55 anos de idade, ou se a mãe ou irmã foram diagnosticadas antes dos 65 anos. Embora idade e histórico familiar de doença cardíaca precoce sejam fatores de risco, isso não significa que a pessoa desenvolverá aterosclerose se tiver um ou ambos desses fatores. Realizar mudanças no estilo de vida e/ou tomar medicamentos para tratar outros fatores de risco pode freqüentemente diminuir influências genéticas e prevenir o desenvolvimento de aterosclerose, mesmo em idosos.

Proteína C reativa como fator de risco para aterosclerose

Cientistas continuam estudando outros possíveis fatores de risco para aterosclerose. Altos níveis de uma proteína chamada C reativa (PCR) no sangue podem elevar o risco para aterosclerose e ataque cardíaco. Altos níveis de proteína C reativa são prova de inflamação no corpo. Inflamação é a resposta do organismo a lesões ou infecções. Danos nas paredes internas das artérias parece engatilhar inflamação e ajudar crescimento de placa.

Pessoas com baixos níveis de proteína C reativa podem ter aterosclerose em taxa mais lenta do que as com altos níveis. Pesquisas estão sendo feitas para descobrir se reduzir a inflamação e diminuir os níveis de proteína C reativa poderia abaixar o risco de aterosclerose.

Outros fatores que afetam aterosclerose

Apnéia do sono
Essa é uma desordem do sono na qual a respiração para ou fica muito superficial quando a pessoa está dormindo. Apnéia do sono não tratada pode elevar as chances de ter pressão alta, diabetes e até ataque cardíaco e AVC.

Estresse
Pesquisas mostram que os gatilhos mais freqüentemente relatados para ataque cardíaco são eventos emocionalmente perturbadores, particularmente se envolverem raiva.

Álcool
Beber muito álcool pode danificar o músculo cardíaco e piorar outros fatores de risco para aterosclerose. Homens não deveriam beber mais que dois drinks por dia e mulheres não mais que um drink por dia.

Triglicerídeos
Altos níveis de uma gordura chamada triglicerídeo no sangue também pode aumentar o risco de aterosclerose, particularmente em mulheres.

Saiba mais:
Aterosclerose - Tratamento
Aterosclerose - Diagnóstico
Aterosclerose - Sintomas
Resistência à insulina e pré-diabetes
Arteriosclerose cerebral
Aterosclerose
Colesterol alto e doença cardíaca
Pressão alta ou hipertensão arterial
Novo método reverte aterosclerose
Aterosclerose e formação de placas de gordura
Tabagismo e problemas de saúde
Fumo de cigarro e doença cardíaca
Riscos de fumar para o coração e vasos sanguíneos
Triglicerídeos e colesterol total
Causas do ataque cardíaco e prevenção
Sedentarismo
Estresse e sua saúde
Apnéia do sono - Causas, tratamento
Diabetes e pré-diabetes - O que é, sinais, tipos
HDL - Bom Colesterol
LDL - Mau colesterol ou ruim
Colesterol LDL - Como baixar
Colesterol e problemas de saúde
Coagulação Sanguínea Excessiva - O que é, Causas e Tratamento
Prevenção de doenças cardiovasculares





 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: copyright © 2009 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: National Heart Lung and Blood Institute