Você pode aumentar seu tempo de vida?

Estilo de vida saudável - NIH

Quer o segredo para ter uma vida mais longa e saudável? Cientistas encontraram formas de prolongar o período de vida saudável de minhocas, camundongos e até macacos. Seus trabalhos têm revelado novas pistas excitantes sobre a biologia do envelhecimento. Porém, evidências sólidas ainda mostram que a melhor forma de elevar sua chance de ter uma vida longa e ativa é seguir a orientações que já deve ter escutado: ter boa alimentação, exercitar-se regularmente, dormir bem e ficar longe de maus hábitos.

PUBLICIDADE

Quem nasce hoje nos EUA pode esperar viver uma média de 79 anos. Há um século, a expectativa de vida era de 54 anos. “Tivemos um aumento significativo na expectativa de vida durante o último século”, diz Dra. Marie Bernard, diretora do National Institute on Aging. “Hoje, se você chegou aos 65 anos, as chances de viver até os 85 é muito alta. E se você tem 85 anos, a probabilidade de chegar aos 92 é bem elevada. Então, as pessoas estão vivendo mais, e isso acontece no mundo todo”.

As pessoas idosas tendem a ser mais saudáveis hoje em dia. Pesquisas têm mostrado que comportamentos saudáveis podem ajudar você a permanecer ativo e saudável com 60 anos, 70 anos e além. De fato, estudo de longo prazo de Adventistas do Sétimo Dia (um grupo religioso que estilo de vida geralmente saudável) mostrou que eles tendem a permanecer saudáveis em idade avançada. Sua expectativa de vida é quase 10 anos maior do que a média dos norte-americanos. Os comportamentos que podem explicar essa expectativa de vida maior incluem exercícios físicos regulares, alimentação vegetariana, não fumar nem beber, e manter peso saudável.

“Se eu tivesse que classificar comportamentos em termos de prioridade, diria que exercícios são a coisa mais importante associada à vida longa e saudável”, diz Dr. Luigi Ferrucci geriatra do NIH (National Institutes of Health) que supervisiona pesquisa sobre envelhecimento e saúde. “Exercícios físicos são especialmente importantes para elevar a expectativa de vida ativa, a qual é a vida sem doenças e incapacitações físicas ou mentais”.

Mudanças naturais no corpo ao envelhecer podem ocasionar perda gradual de musculatura, redução de energia e dor nas articulações. Essas mudanças podem induzir a pessoa a se mover menos e ficar mais tempo sentada. Porém, fazer isso pode elevar o risco para doenças, incapacitações e até morte. É importante colaborar com seu médico para encontrar os tipos de atividades físicas que o podem ajudar a se manter saudável e com mobilidade.

PUBLICIDADE

Mesmo pessoas idosas mais frágeis podem se beneficiar de atividade física regular. Um estudo patrocinado pelo NIH acompanhou 600 adultos, de idades entre 70 e 89 anos, que apresentavam risco de incapacitações. Eles foram aleatoriamente separados em grupo que fez programa de exercícios de intensidade moderada ou em grupo de comparação sem exercícios estruturados. O grupo dos exercícios físicos gradualmente elevou sua atividade física até 150 minutos por semana. Isso incluía caminhada rápida, treinamento de força e equilíbrio, e exercícios de flexibilidade. 

“Depois de mais de 2 anos, o grupo da atividade física tinha menos incapacitações do que o grupo de comparação”, explica Dra. Bernard. “A combinação de diferentes tipos de exercícios (aeróbicos, força, equilíbrio e flexibilidade) é importante para um envelhecimento saudável”.

Outra forma de melhorar suas chances de vida mais longa e saudável, é evitar o excesso de peso. “Estar obeso (com IMC maior que 30) é um fator de risco para morte precoce e diminuição da expectativa de vida ativa”. Diz Dr. Ferrucci. O IMC é uma estimativa da gordura corporal baseada em seu peso a altura. Use a ferramenta abaixo para calcular o seu IMC: 

Utilize a ferramenta abaixo para calcular o seu IMC:

Sua altura:mcm. Seu peso:Kg 
O seu Índice de Massa Corporal é: 

Segundo a O.M.S., o índice normal é entre 18.5 e 25
Então, para sua altura o peso ideal é entre
:
Javascript de copacabana runners

Estudos em animais descobriram que certos tipos de mudanças na alimentação, como dietas de muito baixas calorias, podem levar a vida mais longa e saudável. Esses estudos oferecem pistas para os processos biológicos que afetam o envelhecimento saudável. Porém, até o momento, dietas com grande restrição de calorias têm mostrado resultados variados na extensão da vida saudável em humanos.

“Temos evidência indireta de que ajustes nutricionais podem melhorar a longevidade ativa em humanos, mas essa ainda é uma área de pesquisas”, diz Dr. Ferrucci. “Até o momento, não temos evidência sólida sobre a restrição de calorias e se ela tem efeito positivo sobre o envelhecimento em seres humanos”, Pesquisadores agora estão estudando drogas potenciais e outros métodos que poderiam reproduzir os benefícios da restrição de calorias.

Não fumar é outro caminho para uma vida mais longa e saudável. “Não há dúvidas que fumar é um hábito difícil de superar. Porém, dados sugerem que desde o momento que para de fumar, começa a obter benefícios à saúde. Então, vale a pena fazer o esforço”, diz Dr. Bernard.

Você pode pensar que precisa de boa genética para viver mais. Porém, os genes são somente parte da equação para a maioria de nós, diz De Thomas Perls, especialista em envelhecimento e diretor do New England Centenarian Study na Boston University School of Medicine. “Pesquisas mostram que os genes são responsáveis por menos de 1/3 das chances de sobreviver até os 85 anos. A grande maioria da variação de o quanto vivemos depende dos nossos hábitos em relação à saúde”, diz Dr. Perls. “Os genes podem levar a maioria das pessoas a viver até os 90 anos se tiverem uma vida saudável”.

Entretanto, a influência dos genes é forte para viver mais do que 95 anos. Dr. Perls está estudando pessoas que viveram mais de 100 anos (centenários) e seus familiares para aprender mais sobre os fatores biológicos, psicológicos e sociais que promovem o envelhecimento saudável.

“Parece que não existe um gene único que tenha efeito forte sobre a capacidade de alcançar mais de 95 anos de idade”, diz Dr. Perls. “Ao contrário, são os efeitos combinados de provavelmente centenas de genes, cada qual com efeitos fracos individualmente, mas que com a correta combinação podem ter influência forte para viver até às idades muito avançadas que estudamos”.

É uma boa ideia o ceticismo a curas rápidas de problemas relacionados ao envelhecimento. Dr. Perls alerta contra medidas propagadas como “anti-envelhecimento”, com a terapia de reposição hormonal, a qual possui poucos benefícios comprovados para envelhecimento saudável e pode ocasionar efeitos colaterais severos. “As pessoas costumam dizer que quanto mais velho você é, mais doente fica. Porém, com bom senso, hábitos saudáveis (como exercitar-se regularmente, controlar seu peso, evitar carne vermelha e não fumar) e controle do estresse, é possível envelhecer com saúde”, diz Dr. Perls. 

A chave para envelhecimento saudável é se engajar plenamente na vida: mentalmente, fisicamente e socialmente. “A transição para idades avançadas não é sobre sentar-se em uma cadeira de balanço e deixar os dias passarem”, diz Dr. Bernard. “Idosos possuem experiências únicas, capital intelectual e envolvimento emocional que podem ser compartilhados com a gerações mais jovens. Isso é realmente importante para ajudar nossa sociedade e se mover para frente”. 

Saiba mais:
Importância e benefícios da atividade física na saúde
Exercício físico e atividade física - Importância para a saúde
Exercício físico - Benefícios à saúde e emagrecimento
Elixir da vida longa é fazer exercício, comer pouco e meditar
Exercício físico na terceira idade - Benefícios
Benefícios dos exercícios físicos para idosos
Como tornar exercícios físicos um hábito para a sua saúde
Quanto exercício físico eu preciso?
Somente 10 razões para praticar exercícios físicos
Tornando atividade física parte da vida do idoso
Mova-se para a sua saúde! Ficar ativo ao longo do dia aumenta sua expectativa de vida
Como praticar mais atividades físicas
Atividade física é associada à diminuição do risco para vários tipos de câncer
Estilo de vida saudável
Como ter uma vida mais longa e saudável
Boa Forma Geral
Hábitos Saudáveis de Vida
Dicas para correr para manter a forma
Hábitos de vida saudável
Mudanças no estilo de vida, da saúde à doença
O “homo barrigudus” vive menos
Alimentação para vida mais longa e saudável


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: copyright © 2016 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: NIH – National Institutes of Health