Copacabana Runners

Cálculo renal ou pedras nos rins - Causas, sintomas, tratamento

Dor nas costas - NIH

Pedras nos rins, ou cálculo renal, é um dos problemas urológicos mais doloridos e, infelizmente, também um dos mais comuns. A maioria dos cálculos renais é eliminada do corpo sem intervenção de um médico. Pedras nos rins que causam sintomas duradouros podem ser tratadas por várias técnicas, sendo a maioria destas não envolve cirurgia.

O que é cálculo renal ou pedras nos rins

Um cálculo renal, ou pedra nos rins, é uma massa dura desenvolvida a partir de cristais que se separaram da urina dentro do trato urinário. Normalmente a urina contém químicos que inibem a formação de cristais. Porém, esses inibidores parecem não funcionar em algumas pessoas e as pedras nos rins aparecem. Se os cristais permanecerem pequenos o suficiente, eles podem viajar através do trato urinário e sair do corpo na urina sem serem notados.

As pedras nos rins contêm várias combinações de químicos, sendo que o tipo mais comum de cálculo renal é de cálcio em combinação com oxalato ou fosfato. Esses químicos são parte da dieta normal e importantes para o organismo. Um tipo menos comum de cálculo renal é causado por infecção no trato urinário. Outro tipo de cálculo renal menos comum são as pedras de ácido úrico.

Causas do cálculo renal ou pedras nos rins

Os médicos nem sempre sabem a causa da formação da pedra nos rins. Ainda que certos alimentos promovam a formação de pedras nos rins em pessoas susceptíveis, pesquisadores não acreditam que comer qualquer alimento específico cause cálculo renal em pessoas não susceptíveis. Pessoa com histórico familiar de pedra nos rins pode ter maior probabilidade de desenvolvê-la. Infecções urinárias, desordens nos rins e certas desordens metabólicas como hiperparatireoidismo também estão relacionados a cálculos renais. Certos diuréticos e antiácidos baseados em cálcio podem elevar o risco de formação de pedras nos rins ao aumentar a quantidade de cálcio na urina. Cálculos renais também podem se formar em pessoas com inflamação crônica do intestino.

Alimentos contendo oxalato

Pessoas com tendência à formação de pedras nos rins de oxalato de cálcio podem ser orientadas pelo médico a limitar certos alimentos. Alguns alimentos ricos em oxalato são: espinafre, beterraba, germe de trigo, amendoim, chocolate, chá preto indiano e batata doce. Outros alimentos com quantidade média de oxalato incluem: uva, aipo, pimentão, morango e fígado.

Sintomas de cálculo renal ou pedras nos rins

Pedras nos rins freqüentemente não causam sintomas. Geralmente o primeiro sintoma de cálculo renal é dor extrema, que começa subitamente quando a pedra move no trato urinário e bloqueia o fluxo de urina. Algumas vezes ocorre náusea e vômito. Caso a pedra seja muito grande para passar facilmente, a dor continuará à medida que os músculos na parede da uretra tentam empurrar o cálculo renal. Com a movimentação da pedra e tentativa do corpo em expulsá-la, pode aparecer sangue na urina a tornando rosada. Caso febre acompanhe esses sintomas, infecção urinária pode estar presente. Neste caso, a pessoa deve procurar um médico imediatamente.

Diagnóstico do cálculo renal ou pedras nos rins

Freqüentemente as pedras nos rins são encontradas no raio-x ou ultra-som de pessoas que se queixaram de sangue na urina ou dor súbita. Esse diagnóstico por imagem dá ao médico informação valiosa sobre o tamanho da pedra e sua localização. Testes de sangue e urina ajudam a detectar qualquer substância anormal que poderia promover a formação de cálculo renal. O médico pode desejar utilizar tomografia computadorizada ou pielograma intravenoso, os quais ajudaram a determinar o tratamento apropriado.

Tratamento do cálculo renal ou pedras nos rins

Afortunadamente cirurgia geralmente não é necessária no tratamento de pedras nos rins. A maioria dos cálculos renais pode passar através do sistema urinário com bastante água para ajudar a mover a pedra. Freqüentemente o paciente pode permanecer em casa durante esse processo, bebendo fluidos e tomando medicação para dor se necessário. O médico geralmente pede ao paciente guardar as pedras eliminadas para testes.

Tratamento do cálculo renal com mudanças no estilo de vida

Uma mudança simples e importante no estilo de vida para prevenir pedras nos rins é beber mais fluidos, sendo que água é o melhor. Pessoas com tendência a formar pedras devem tentar beber líquidos suficientes durante o dia.

No passado, pessoas que formavam pedras de cálcio eram orientadas e evitar laticínios e outros alimentos ricos nesse mineral. Porém, estudos recentes têm mostrado que alimentos ricos em cálcio podem ajudar a prevenir cálculos renais. Entretanto, tomar cálcio na forma de comprimidos pode aumentar o risco de desenvolver pedras nos rins.

Pacientes podem ser orientados a evitar certos tipos de antiácidos que têm cálcio como base. As pessoas com urina muito ácida podem precisar comer menos carne, peixe e frango.

Tratamento médico para cálculo renal ou pedras nos rins

O médico pode prescrever certos medicamentos para ajudar a prevenir pedras de cálcio e ácido úrico. Para cálculo renal causado por infecção no trato urinário, pode ser receitado antibiótico.

Tratamento cirúrgico para cálculo renal ou pedras nos rins

Cirurgia pode ser necessária para remoção caso a pedra no rim:
* Não seja eliminada em um período razoável de tempo e cause dor constante.
* Seja muito grande para ser eliminada.
* Bloqueie o fluxo de urina.
* Cause infecção no trato urinário.
* Danifique o tecido dos rins ou cause sangramento constante.
* Cresceu bastante como mostrado em raio-x.

Litotripsia extracorpórea por ondas de choque para tratamento de cálculo renal

A litotripsia extracorpórea por ondas de choque é o procedimento mais freqüentemente usado para tratamento de pedras nos rins. Nesse procedimento, ondas de choque criadas fora do corpo viajam através da pele e tecidos até encontrarem as pedras mais densas. As pedras quebram em partículas menores que passam mais facilmente pelo trato urinário. Complicações, como sangue na urina, podem ocorrer. Desta forma, os riscos e complicações potenciais devem ser discutidos com o paciente.

Nefrolitotomia percutânea para cálculo renal

Algumas vezes um procedimento chamado nefrolitotomia percutânea é recomendado para remover pedra no rim. Esse tratamento é muitas vezes usado quando a pedra é muito larga ou sua localização não permita a utilização de litotripsia extracorpórea por ondas de choque. Na nefrolitotomia percutânea o cirurgião faz uma pequena incisão nas costas e cria um túnel diretamente para o rim. Usando um instrumento chamado nefroscópio o cirurgião localiza e remove ou quebra a pedra. Geralmente o paciente deve permanecer no hospital por vários dias e permanece com um pequeno tubo chamado nefrostomia no rim durante o processo de recuperação.

Remoção ureteroscópica do cálculo renal

Nesse procedimento não é feita incisão. O cirurgião passa um pequeno instrumento chamado ureteroscópio pela uretra e bexiga. Então, o cirurgião localiza a pedra e a remove ou a quebra.

Saiba mais:
Pedra nos rins - Cálculo renal
Água: importante e esquecida
Ácido Úrico e Problemas de Saúde
Sangue na urina ou hematúria
Hipercalcemia - O que é, sinais, sintomas e causas



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2009, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto: National Kidney and Urologic Diseases Information Clearinghouse