Copacabana Runners

Câncer colorretal - Sintomas, diagnóstico e tratamento

Intestinos - NIDDK Image Gallery

A maioria dos cânceres em seu estágio inicial, mais tratável, não causa qualquer sintoma. É por isso que é importante fazer testes regulares mesmo que não note nada de errado.

Sinais e sintomas comuns do câncer colorretal

Quando o câncer colorretal (no cólon ou reto) primeiramente se desenvolve, pode não haver nenhum sintoma. Porém, à medida que o câncer cresce, ele pode causar alterações que as pessoas devem observar. 

Os sinais e sintomas mais comuns de câncer colorretal incluem:

* Mudança na freqüência de funcionamento do intestino.
* Diarréia, constipação ou sensação de que o intestino não é completamente esvaziado.
* Sangue nas fezes vermelho vivo ou vermelho escuro.
* Desconforto abdominal como dor aos soltar gases, cólicas, sensação de estar cheio ou barriga inchada.
* Perda de peso sem razão aparente.
* Cansaço constante.
* Vômito.

Esses sintomas podem ser causados por câncer colorretal ou por outra condição. É importante checar com seu médico caso tenha sintomas porque somente ele pode fazer o diagnóstico. Não espere para sentir dor. O câncer em estágio inicial geralmente não causa dor. Se o câncer colorretal for encontrado nos estágios iniciais, ele é curável em até 90% dos casos.

Ferramentas para detecção precoce do câncer colorretal

Começando aos 50 anos de idade, as seguintes ferramentas são usadas para detecção precoce. Elas podem ajudar a identificar condições pré-cancerosas. Se você tiver menos que 50 anos e um parente em primeiro grau que teve câncer de cólon, deve consultar seu médico.

Um teste de fezes para sangue oculto é usado para verificar se há sangue escondido ao evacuar. Algumas vezes o câncer ou os pólipos podem sangrar, e esse teste detecta pequenas quantidades de sangramento.

A sigmoidoscopia é um exame do reto e cólon inferior que usa instrumento luminescente chamado sigmoidoscópio

A colonoscopia é um exame do reto e todo o cólon usando um instrumento luminescente chamado colonoscópio. Esse é considerado o exame padrão para câncer colorretal.

O toque retal é um exame no qual o médico insere o dedo em luva lubrificada no reto para sentir áreas anormais.

Tratamento para câncer colorretal

Há tratamento disponível para todos os pacientes com câncer colorretal. A escolha do tratamento depende do tamanho, localização e estágio do câncer, assim como da saúde geral do paciente. O médico pode sugerir vários tratamentos.

Cirurgia é o tratamento mais comum para câncer colorretal

Os três tratamentos padrão para câncer colorretal são cirurgia, quimioterapia e radioterapia. Porém, cirurgia para remover o tumor é o tratamento mais comum para todos os estágios do câncer de cólon. O médico pode remover o câncer de cólon usando vários tipos de cirurgia.

Incisão local. Se o câncer for encontrado em estágio bem precoce, o médico pode remove-lo sem cortar pela parede abdominal. Ao invés disso, o médico pode inserir um tubo pelo reto até o cólon e remover o câncer. Se o câncer for encontrado em um pólipo, essa operação é chamada polipectomia. 

Colectomia. Se o câncer for maior, o cirurgião o removerá junto com pequena quantidade de tecido saudável ao redor. Geralmente o cirurgião também removerá gânglios linfáticos perto do cólon para examiná-los e verificar se contêm câncer.

Colostomia. Se o médico não for capaz de suturar o cólon, uma abertura chamada estoma é feita no abdômen para permitir a saída e excreções antes de alcançarem o reto. Algumas vezes a colostomia é necessária somente até o cólon inferior sarar e então é revertida. Porém, se o médico tiver que remover todo o cólon inferior ou reto, a colostomia será permanente.

Quimioterapia adjuvante

Mesmo que o médico remova todo o câncer que possa ser visto na operação, alguns pacientes recebem quimioterapia depois da cirurgia para matar todas as células de câncer que sobraram. Quimioterapia depois da cirurgia para aumentar as chances de cura é chamada terapia adjuvante.

Pesquisas mostram que pacientes que recebem terapia adjuvante geralmente sobrevivem por mais tempo e passam períodos maiores sem a recorrência de câncer de cólon. A terapia adjuvante é tratamento padrão para pacientes cujo câncer é operável e que possuem maior risco de recorrência da doença.

Quimioterapia

A quimioterapia é o uso de medicamentos anti-câncer para matar as células cancerosas. Quimioterapia pode ser tomada oralmente, ou pode ser injetada no corpo por uma veia ou músculo. 

Radioterapia

A radioterapia usa raios-x ou outros tipos de radiação para matar as células cancerosas e encolher o tumor. Os médicos a usam mais freqüentemente para pacientes com câncer no reto. Os médicos podem usar radioterapia antes da cirurgia para diminuir o tumor no reto e tornar mais fácil a sua remoção. Ou podem usar depois da cirurgia para destruir qualquer célula cancerosa que tenha permanecido na área. 

A radiação pode vir de uma máquina ou de implantes colocados diretamente dentro ou perto do tumor. Alguns pacientes passam por ambos os tipos de radioterapia.

Saiba mais:
Pólipos colorretais e câncer colorretal
Câncer de intestino ou colo-retal
Pólipos endometriais ou uterinos
Carne vermelha e o câncer de cólon
Colonoscopia
Pólipos do intestino grosso ou do cólon
Colite ulcerativa - Tratamento e diagnóstico
Colite ulcerativa - Sintomas e causas
Colite colagenosa e linfocítica
Hemorragia digestiva alta e baixa - Causas
Hemorragia digestiva - Diagnóstico e tratamento
Hemorragia digestiva alta e baixa, aguda e crônica - Sinais e sintomas
Sangramento retal - Tratamento, causas, sintomas
Sangue nas fezes - Melena ou hematoquesia
Luta contra o Câncer - Alimentação e hábitos alimentares



comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2012, Hélio Augusto Ferreira Fontes
Texto:
NHI Senior Health