Copacabana Runners

Conjuntivite - Como tratar

Tratameto com colírio - National Eye Institute's Photo, Image, and Video Catalog

O tratamento para conjuntivite depende da sua causa e do seu tipo. Esse artigo aborda como tratar conjuntivite viral, bacteriana e alérgica.

Como tratar a conjuntivite viral

A maioria dos casos de conjuntivite viral é moderada. Os piores dias da infecção são geralmente do terceiro ao quinto, mas a infecção geralmente leva de 7 a 14 dias para sarar sem tratamento. Em alguns casos, a conjuntivite viral pode levar de 2 a 3 semanas para sarar, especialmente se aparecerem complicações.

Colírios lubrificantes e bolsas de gelo podem ser usadas para aliviar a secura e inflamação causada pela conjuntivite. Medicamento antiviral pode ser prescrevido por um médico para tratar formas mais sérias de conjuntivite viral, como aquelas causadas pelos vírus herpes simplex ou varicela-zoster. Antibióticos não são usados para tratar conjuntivite viral.

Como tratar conjuntivite bacteriana

Conjuntivite bacteriana leve pode melhorar sem tratamento com antibióticos. Porém, antibióticos podem ajudar a sarar mais rápido e reduzir as chances de passar a conjuntivite bacteriana a outras pessoas. 

Além de antibióticos receitados por médico, colírios lubrificantes e compressas de gelo também podem ser usados para aliviar a secura e inflamação.

Como tratar conjuntivite alérgica

A conjuntivite causada por alergia geralmente melhora quando o contato com o alérgeno é interrompido. Medicamentos para alergia e alguns tipos de colírios podem dar alívio para a conjuntivite alérgica. Em alguns casos, uma combinação de medicamentos pode ser necessária para melhorar os sintomas.






Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Artigos sobre oftalmologia:
Conjuntivite - Sintomas e diagnóstico
Conjuntivite - Prevenção
Conjuntivite viral, alérgica, bacteriana
Blefarite
Terçol ou hordéolo
Olho seco - O que é, sintomas, causas e tratamento
Estrabismo
Hipermetropia
Daltonismo - Causas e tratamento
Lentes de contato - Tipos de lente, uso prolongado, contínuo, coloridas, tóricas, descartáveis
Cirurgia de catarata - Nova técnica
Catarata ocular
Catarata - Sintomas e diagnóstico
Catarata - Tratamento e prevenção
Catarata - Causas, cirurgia
Astigmatismo - O que é, sintomas, causas, tratamento
Astigmatismo
Cirurgia Lasik dos olhos
Glaucoma - 2a causa de cegueira
Cegueira noturna ou Nictalopia
Ambliopia - O que é, causas, tratamento
Miopia - O que é, sintomas, tratamento e correção
Miopia
Antibiótico para cegueira
Olheiras - Causas
Blefaroplastia - Remover pele enrugada e descaída das pálpebras
Degeneração macular relacionada à idade e juvenil
Alergia - Tipos de Alergias
Neurite ótica
Plástica ocular - Doenças nas pálpebras
Glaucoma - Doença silenciosa que pode causar cegueira
Teste do olhinho evita cegueira infantil
Deslocamento de retina
Glaucoma - Tratamento
Glaucoma - Sintomas, detecção e diagnóstico
Glaucoma - O que é, tipos, de ângulo aberto
Glaucoma
Problemas de visão - Isolamento do idoso pode ser um sintoma
Conjuntivite em bebê recém-nascido ou neonatal

Artigos relacionados:
Cosméticos e sua saúde
Água - importante e esquecida
Maquiagem
Rubéola
Resistência aos antibióticos
Por que lavar as mãos é importante
Sepse - Neonatal, sintomas, tratamento e choque séptico
Vacina contra pólio - Vacinação de poliomielite
Rubéola - Transmissão, complicações e síndrome da rubéola congênita
Vacina Tríplice viral MMR contra caxumba, sarampo e rubéola
Vacina contra rubéola
Poliomielite - Paralisia infantil
Caxumba - O que é, sintomas, transmissão, prevenção
Caxumba
Sarampo
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2010, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto: Centers for Disease Control and Prevention