Copacabana Runners

Existe "hora certa" para um docinho?? Simmm!!

Doces - National Cancer Institute Image Gallery

Se você é daqueles que não consegue viver sem um docinho e quando come um fica morrendo de culpa, pelo menos escolha o melhor horário para saboreá-lo. 

Mas sem exageros! Escolha UM dos TRÊS momentos a seguir:

  • Após as Atividades Físicas: para repor o glicogênio muscular e hepático gastos durante o exercício; 

  • Durante as Refeições Principais (almoço e jantar): quando as fibras solúveis dos legumes e leguminosas estão presentes e colaboram para modular a absorção da glicose e normalizar seus níveis sanguíneos;

  • No Café da Manhã (e não no lugar dele): depois de uma noite de sono, quando nosso corpo acorda em estado de hipoglicemia (baixa taxa de açúcar no sangue).

Que doces escolher??


Compotas de frutas possuem mais vitaminas, minerais e fibras, além de menor teor energético.

Mas atenção

A Organização Mundial da Saúde fala em não mais que 10% das calorias totais diárias vindas de açúcares, além da prática regular de Atividades Físicas, redução do consumo de sal e gorduras e aumento do consumo de Legumes, Hortaliças e Frutas.

De Olho nas calorias

Tabela de calorias
Alimento


Quantidade


Calorias

Abacaxi em calda

1 fatia (80 g)

98

Arroz-doce

1 xícara chá (150 g)

141

Bananada

4 colheres sopa (100 g)

289

Banana-passa

unidade (15 g)

28

Bomba de chocolate

1 grande

187

Bombocado

unidade (30 g)

91

Brigadeiro

unidade (15 g)

40

Cajuzinho

unidade (15 g)

23

Camafeu de nozes

unidade 

65

Canjica

1 xícara chá (150 g)

205

Cocada

unidade (85 g)

219

Compota de laranja

1 porção (100 g)

103

Creme de chantilly

½ copo (100 g)

373

Creme de chocolate

1 colher sopa (20 g)

182

Creme de marshmellow

1 colher sopa (15 g)

158

Curau

1 porção (100 g)

274

Doce de leite Moça Nestlé

1 fatia (50 g)

158

Doce de mamão verde

1 colher sopa (20 g)

55

Doce de manga

1 colher sopa (20 g)

56

Doce de pêssego

1 colher sopa (20 g)

38

Figo em calda

1 colher sopa (20 g)

3

Folheado com creme

1 fatia (50 g)

704

Goiabada

1 fatia (100 g)

275

Leite Moça Fiesta ameixa

1 colher chá (10 g)

32

Leite Moça Fiesta beijinho

1 colher chá (10 g)

35

Leite Moça Fiesta brigadeiro

1 colher chá (10 g)

34

Leite Moça Fiesta cajuzinho

1 colher chá (10 g)

37

Maçã do amor

unidade (150 g)

462

Maria-mole

unidade (50 g)

90

Merengue de morango

1 fatia (100 g)

228

Mousse de limão

1 pote (70 g)

270

Mousse de maracujá

1 pote (70 g)

255

Olho-de-sogra

unidade

60

Ovos nevados

2 colheres sopa (100 g)

245

Pamonha

unidade

135

Papo-de-anjo

unidade

150

Pastel de Santa Clara

unidade

143

Pavê

1 colher sopa (20 g)

260

Pé-de- moleque

unidade (20 g)

46

Pêssego em calda

unidade (100 g)

83

Pudim de leite caseiro

1 porção (100 g)

195

Pudim de pão caseiro

1 porção (100 g)

255

Quebra-queixo

1 quadrado

291

Queijadinha

unidade (85 g)

107

Quindim

unidade (50 g)

291

Rocambole de chocolate

1 fatia (50 g)

192

Sagu

1 colher sopa (15 g)

51

Sonho

unidade (85 g)

573

Suspiro grande

unidade (50 g)

75

Suspiro pequeno

unidade (10)

15

Torta de banana assada

1 fatia (100 g)

464

Torta de banana McDonald’s

unidade

241

Torta de damasco

1 fatia (100 g)

294

Torta de limão com suspiro

1 fatia (100 g)

444

Torta de maçã

1 fatia (100 g)

296

Torta de maçã McDonald’s

unidade

241

Torta de morango

1 fatia (100 g)

184

Saiba mais:
Chocolate - Fatos nutricionais
Benefícios do chocolate amargo
Comer à noite não engorda
Coma freqüentemente! - Como comer para emagrecer
Chocolate na saúde





comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Referências bibliográficas:
1. MAC LEAN P.S, ZHENG D, DOHM GL - Muscle glucose transporter (GLUT 4) gene expression during exercise. Exerc Sport Sci Rev 2000 Oct;28(4):148-52.
2. BAXTER, Y. - Fibras e índice glicêmico dos alimentos. SBNPE. Boletim Maio/Junho 2002. Disponível em: www.sbnpe.com.br/boletins/39/b39-fibras-indice.htm, acessado em 19/03/04.
3. World Health Organization (WHO) - Global strategy on diet, physical activity and health adopted by World Health Assembly. 22 May 2004. http://www.who.int/gb/ebwha/pdf_files/WHA57/A57_R17-en.pdf
4. NÚCLEO DE INFORMÁTICA BIOMÉDICA/UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - Tabela de Calorias In: Saúde e Vida on-line. Disponível em: http://www.nib.unicamp.br/svol/caloria.htm

"As informações fornecidas não são individualizadas. Portanto, o nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar um tratamento e/ou acompanhamento nutricional."

Créditos:
Texto © Por Drª Marília Fernandes
Drª Marília Fernandes elabora Planos Alimentares Personalizados. Para contratar seus serviços de consultoria nutricional entre em contato através do e-mail mariliac_fernandes@hotmail.com

Nutricionista - CRN3/1693 
Especialista em Nutrição Esportiva pelo CEMAFE/UNIFESP
Especialista em Nutrição em Saúde Pública pela UNIFESP
19 anos de experiência em Nutrição e Alimentação
Consultora Nutricional Pessoal e de Empresas nas áreas de Educação Alimentar, Qualidade de Vida e Bem Estar, Nutracêutica, Estética, Longevidade Saudável, Esportes, Marketing Alimentício e Saúde Ocupacional.