Copacabana Runners

Dor no joelho decorrente de síndrome patelofemoral

Músculos da perna - NIAMS Image Gallery

Muitas vezes as pessoas, especialmente mulheres, experimentam dor na parte da frente do joelho. A causa da dor no joelho é desconhecida para essas pessoas, mas ela tende a piorar com exercícios físicos ou tempo prolongado sentado. Essa dor no joelho pode geralmente ser atribuída a uma condição chamada síndrome patelofemoral, onde a patela não está se movendo corretamente no sulco feito pelas articulações do fêmur e tíbia. 

A síndrome patelofemoral acontece mais comumente em corredores e atletas, porém pode atingir qualquer pessoa de qualquer idade.

Causas mais comuns da síndrome patelofemoral

É um engano comum achar que a patela só move para cima e para baixo, na verdade ela move lateralmente também. Há vários músculos que se ligam e puxam a patela para criar o movimento apropriado quando o joelho é dobrado e esticado novamente. É importante lembrar que as causas da síndrome patelofemoral geralmente são multifatorais. 

A seguir algumas das causas mais comuns da síndrome patelofemoral.

Desequilíbrio muscular
A causa mais típica de síndrome patelofemoral é o desequilíbrio entre os músculos que articulam com a patela. Os músculos quadríceps, faixa iliotibial, tendão patelar e músculos adutores desempenham papel na movimentação e alinhamento da patela. Quando um músculo, ou grupo muscular, está rígido, a patela é puxada de uma forma que causa desconforto ou dor. Isso também pode ser causado se um dos músculos está fraco e sobrepujado por outro.

Alinhamento ósseo
Se a pessoa tem um ângulo grande de alinhamento entre o quadril e joelho, então os músculos da parte de fora da coxa têm que puxar mais, causando maior puxão na patela onde os músculos se ligam. É importante que esses músculos sejam alongados em pessoas com quadril largo.

Pé chato ou pé com arco elevado
O mecanismo da caminhada é muito importante para o alinhamento da parte inferior do corpo. Uma pessoa com pé chato ou com arco elevado do pé tende a caminhar diferente. O pé chato faz toda a perna girar para dentro. Isso perturba o caminho da patela e pode ocasionar do no joelho. Arco do pé levado causa o oposto, fazendo a perna girar para fora, mas também perturba o caminho da patela.

Superuso
Algumas vezes fazer movimentação excessiva pode causar síndrome patelofemoral. Atividades como corrida de longa distância ou subir escada podem exacerbar a dor no joelho. Porém, a dor de síndrome patelofemoral por superuso pode não aparecer somente com exercício físico. Depois que os sintomas se desenvolveram, ficar tempo prolongado sentado pode ser desconfortável.

Sinais e sintomas da síndrome patelofemoral

O sintoma mais notável da síndrome patelofemoral é dor geral dentro e ao redor da patela. A dor parece localizada dentro do joelho, mas o local não pode ser apontado. A dor tende a piorar depois de atividades que incluem dobrar o joelho, como subir escadas. Outros sinais e sintomas de síndrome patelofemoral incluem:
* Som de estalo quando o joelho é dobrado.
* Desconforto ao ficar sentado por muito tempo sem esticar o joelho.
* Inchaço e rigidez no joelho.

Tratamento para síndrome patelofemoral

A melhor forma de tratar a síndrome patelofemoral é procurar um médico para que ele possa guiar o tratamento e fisioterapia, a fim de assegurar que os músculos recuperem força e flexibilidade para ajudar a patela a movimentar corretamente. Porém, é importante lembrar que fisioterapia leva tempo e resultados não podem ser esperados do dia para a noite. Também existem outras formas de aliviar a dor.

Descanso. Embora não seja aconselhável parar completamente as atividades, é importante que elas sejam reduzidas e modificadas. Atividades físicas devem ser de baixo impacto, como corrida elíptica ou natação.

Gelo e antiinflamatórios. As maioria das pessoas não gosta de aplicações de gelo, porém essa é a melhor forma de aliviar a dor no joelho decorrente da síndrome patelofemoral. O tratamento com gelo precisa ser feito por 20 minutos a cada poucas horas ou depois de atividade física. Pode-se também usar antiinflamatórios como Ibuprofeno antes da atividade física ou se não há tempo para aplicações de gelo. As desvantagens dos antiinflamatórios são os efeitos colaterais potenciais ao fígado e outros órgãos. Deve-se consultar um médico se estiver usando antiinflamatórios por período prolongado.

Calçados e suporte ao arco do pé. Se os calçados são velhos, ou não se encaixam corretamente, o mecanismo de caminhada é alterado para superar as diferenças. Essa alteração faz a patela se movimentar diferentemente e pode ocasionar dor no joelho. Para corredores ativos é recomendável trocar o tênis a cada 480 a 800 km. Outra forma para ajudar os calçados a encaixar corretamente, especialmente para aqueles com pé chato ou arco elevado, é usar suporte para o arco do pé.

Cirurgia. A cirurgia nem sempre é necessária, porém se os sintomas não desaparecerem com o tratamento conservador ela pode ser requerida.



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Artigos relacionados:
Mulheres sofrem mais com os joelhos do que os homens
Por causa dos joelhos o treinamento das mulheres não é igual ao do homem (parte II)
Meniscos - Lesões, cirurgia e tratamento
Hérnia de disco - Dores nas costas
Discectomia percutânea - técnica permite retirar hérnia de disco
Dor nas costas
Degeneração do Disco Intervertebral Lombar
Dor na coluna - causas, tratamento
Lesões na musculação
Está faltando mais orientação na musculação - Prevenção de lesões
Encaixe do quadril não existe
Saúde da coluna vertebral - problemas e como proteger
Dores nas costas - Hérnia
Dor Lombar
Edema
Inflamação nas articulações
Tendinite e Bursite - Tendão de Aquiles
Bursite
Antiinflamatórios não-esteróides
Dipirona Sódica - Novalgina, Neosaldina, Buscopan Composto
Dor crônica
Síndrome do túnel do carpo
Ginástica laboral na qualidade de vida
Massagem
Massoterapia - Aplicações na saúde e para estética
Reeducação Postural Global - RPG
Yoga e Musculação se Completam?
Yoga - Benefícios para a saúde
Dores Musculares
Escute seu corpo
Dores nas costas
Quando a corrida desorganiza o corpo - Desequilíbrios musculares e posturais
Escoliose
Biografia de Joseph Hubertus Pilates
O Método Pilates
As aulas de Pilates
Para que serve o Método Pilates?
Pilates x Musculação
As Mudanças no Pilates
Pilates no Pré, Peri e Pós-Natal
O Stúdio de Pilates
Pilates e o treinamento de corrida
Pilates - Método, aparelhos, aulas
Parestesia e formigamento
Joanetes - Sintomas e tratamento do joanete
Síndrome do túnel do carpo - Sintomas, tratamento
Ergonomia nas empresas e conceito
Lesões por esforço repetitivo - LER
Artrite e exercícios físicos - Articulações e doenças reumáticas
Osteoartrite - impacto da perda de peso
Ácido Úrico / Gota Úrica - Sintomas, Dieta e Nutrição
Reumatismo
Chondromalacia ou Joelho de Corredor, síndrome da faixa iliotibial
Exercícios físicos
Musculação
Medicina Tradicional Chinesa - Teoria e eficácia
Acupuntura
Glicosamina - Glucosamina
Sulfato de Condroitina
Artrose - Osteoartrite
Luxação e subluxação - tratamento e fisioterapia no ombro, pé, patela, tornozelo, cotovelo
Luxação de ombro - Tratamento do ombro deslocado
Diagnóstico da Artrose ou Osteoartrite
Hiperuricemia e gota - O que é, tratamento
Gota - O que é essa doença, tratamento, causas, diagnóstico
Ácido úrico e gota
Cirurgia de substituição de articulação - Prótese no joelho e quadril
Artrite Psoriática - O que é, sintomas, causas
Artrite Reumatóide - Tratamento
Artrite Reumatóide
Correr na Esteira ou na Rua
Artroscopia - Cirurgia para o joelho
Método Rice de Tratamento de lesões
Tênis de Corrida, como escolher
Tênis de Corrida, durabilidade
Dicas sobre tênis de corrida
Pé chato
Subir escadas é benéfico no treinamento do corredor fundista? 
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2009, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto: Nasa