Copacabana Runners

Enxaqueca - Sintomas, tratamento, remédios, causas e alimentação

Dor de cabeça- NIH Senior Health

O que é enxaqueca

A enxaqueca é uma condição médica. A maioria das pessoas que tem enxaqueca sofre dores de cabeça que podem ser bem fortes. A dor de cabeça decorrente de enxaqueca é geralmente intensa e um ou, algumas vezes, ambos os lados da cabeça. A maioria das pessoas com enxaqueca sentem a dor de cabeça nas têmporas ou atrás de um olho ou orelha, apesar de que qualquer parte da cabeça possa estar envolvida.

Sintomas da enxaqueca

Além da dor, a enxaqueca também pode ocasionar náusea, vômito e sensibilidade à luz e sons. Algumas pessoas também podem ver manchas ou luzes piscando, ou ter perda temporária da visão.

A enxaqueca pode ocorrer a qualquer hora do dia, embora geralmente comece de manhã. A dor pode durar de algumas horas até 1 ou 2 dias. Algumas pessoas têm enxaqueca uma ou duas vezes por semana. Outras, somente uma ou duas vezes por ano. Na maioria das vezes, enxaqueca não representa ameaça à saúde geral da pessoa. Porém, enxaqueca pode interferir com atividades cotidianas.

Causas da enxaqueca

Não sabemos quais são as causas da enxaqueca, mas algumas coisas são mais comuns em pessoas que sofrem dela:
* Mais freqüentemente a enxaqueca afeta pessoas entre 15 e 55 anos de idade.
* A maioria das pessoas tem histórico familiar de enxaqueca ou dor de cabeça forte.
* Enxaqueca muitas vezes fica menos severa e menos freqüente com a idade.

A causa exata da enxaqueca não é completamente compreendida. A maioria dos pesquisadores acha que enxaqueca é decorrente de alterações anormais nos níveis de substâncias que são produzidas naturalmente no cérebro. Quando os níveis dessas substâncias aumentam, elas podem causam inflamação, a qual faz com que os vasos sanguíneos no cérebro inchem e pressionem nervos próximos causando dor.

Genética também tem sido relacionada à enxaqueca. Pessoas com enxaqueca podem ter anormalidades em genes que controlam funções de certas células cerebrais. 

Especialistas sabem que pessoas com enxaqueca reagem a uma variedade de fatores e eventos que a podem desencadear. Esses desencadeadores variam de pessoa para pessoa e nem sempre levam à enxaqueca. Uma combinação de desencadeadores, e não uma única coisa ou evento, mais provavelmente é a origem de um ataque de enxaqueca.

Alguns exemplos de desencadeadores de enxaqueca são:
* Falta de sono adequado.
* Pular refeições.
* Luminosidade forte, barulhos, ou odores fortes.
* Alterações hormonais durante o ciclo menstrual.
* Estresse e ansiedade.
* Mudanças no clima.
* Álcool, geralmente vinho tinto.
* Cafeína, muita ou abstinência dela.
* Alimentos com nitratos, como cachorro-quente.
* Aspartame.

Existem tipos diferentes de enxaqueca?

Sim, há muitos tipos de enxaqueca. As duas formas mais freqüentes são enxaqueca com aura e enxaqueca sem aura.

Na enxaqueca com aura a pessoa pode ter sintomas sensoriais (chamados de “aura”) 10 a 30 minutos antes do ataque de enxaqueca, como por exemplo:
* Visão de luzes piscando, linhas ziguezagueando, ou manchas cegas.
* Falta de sensibilidade ou formigamento na face ou mãos.
* Perturbação nos sentidos de odor, paladar ou tato.

Somente uma em cinco pessoas com enxaqueca experimentam uma aura. Na enxaqueca sem aura a pessoa não tem aura, mas sofre de todos os outros sintomas.

Como distinguir enxaqueca de dor de cabeça tensional?

Comparada com enxaqueca, dor de cabeça tensional é geralmente menos grave e raramente é incapacitante. Embora fadiga e estresse possam desencadear tanto enxaqueca quanto cabeça tensional, a enxaqueca pode ser engatilhada também pela alimentação, mudanças nos níveis hormonais e até alterações no clima.

Também há diferenças de como os tipos de dor de cabeça respondem a tratamento com remédios. Embora alguns remédios para dor de cabeça tensional possam aliviar enxaqueca, os medicamentos para enxaqueca não funcionam para a dor de cabeça tensional na maioria das pessoas.

Como distinguir a enxaqueca da dor de cabeça decorrente de sinusite?

Muitas pessoas confundem sinusite com enxaqueca porque a dor e pressão nos seios perinasais, congestão nasal, e olhos lacrimejando freqüentemente acontecem em ambas condições médicas. Para descobrir se a dor de cabeça é decorrente de sinusite ou enxaqueca, responda as seguintes perguntas:
Adicionalmente aos sintomas descritos acima, eu tenho:
1) Dor de cabeça de moderada a forte.
2) Náusea.
3) Sensibilidade à luz

Se respondeu “sim” a 2 ou 3 dessas perguntas provavelmente tem enxaqueca com sintomas de sinusite. Uma dor de cabeça decorrente de sinusite é rara e geralmente ocorre devido a infecção nos seios perinasais. Na sinusite a pessoa também pode ter febre e secreções nasais espessas amarelas, verdes ou tingidas de sangue. Na sinusite, a dor de cabeça deve desaparecer com tratamento para a infecção. 

Quando procurar ajuda médica em caso de dor de cabeça?

Algumas vezes a dor de cabeça pode ser sinal de um problema mais sério. Deve-se procurar um médico caso a pessoa tenha:
* Muitas dores de cabeça por mês que duram de algumas horas a dias.
* Dor de cabeça que atrapalhe sua vida em casa, no trabalho ou escola.
* Náusea, vômito, problemas de visão, ou outros problemas sensoriais.
* Dor ao redor do olho ou ouvido.
* Dor de cabeça forte com rigidez no pescoço.
* Dor de cabeça acompanhada de confusão.
* Dor de cabeça com convulsões.
* Dor de cabeça depois de uma pancada na cabeça.
* Muitas dores de cabeça e não costumava ter dor de cabeça nunca.

Enxaqueca é mais comum em mulheres do que em homens?

Sim, em torno de ¾ das pessoas com enxaqueca são mulheres. Enxaqueca é mais comum em mulheres entre 20 e 45 anos de idade. As dores de cabeça tendem a ser mais longas e dolorosas em mulheres e a enxaqueca costuma apresentar mais sintomas como náusea e vômito. Tudo isso dificulta a vida da mulher quando a enxaqueca ataca.

Estresse pode causar enxaqueca?

O estresse pode engatilhar tanto a enxaqueca quanto a cefaléia tensional. Eventos como casamento, mudança ou ter um bebê pode causar estresse. Porém, estudos mostram que o estresse do dia a dia causa a maioria das dores de cabeça.

Tratamento da enxaqueca

A enxaqueca não tem cura, porém o tratamento a pode controlar. O tratamento pode incluir remédios e mudanças no estilo de vida.

Remédios para tratamento da enxaqueca

Há duas estratégias de tratamento com remédios para enxaqueca: interrupção da enxaqueca em progresso, ou prevenção. Muitas pessoas com enxaqueca usam remédios para ambas as formas de tratamento.

Remédios para interrupção da enxaqueca em progresso

Alguns analgésicos como aspirina e acetaminofen, ou antiinflamatórios não-esteróides como ibuprofeno, podem aliviar dor moderada de enxaqueca em algumas pessoas. Se esses remédios não funcionarem, o médico pode prescrever outros como triptanos e derivados do ergot, que equilibram químicos no cérebro.

Remédios para prevenção de ataques de enxaqueca

Alguns remédios tomados diariamente podem prevenir ataques de enxaqueca. Alguns exemplos são:
* Antidepressivos como amitriptilina (Elavil®) ou venlafaxina (Effexor®).
* Anticonvulsivantes, como divalproex de sódio (Depakote®) ou topiramato (Topamax®).
* Beta-bloqueadores como propranolol (Inderal®) ou timolol (Blocadren®).
* Bloqueadores dos canais de cálcio como verapamil

Esses remédios podem não prevenir todos os ataques de enxaqueca, mas ajudam bastante. 

Mudanças no estilo de vida para tratamento de enxaqueca

Praticar esses hábitos pode reduzir a quantidade de ataques de enxaqueca:
* Evitar ou limitar os fatores desencadeadores de enxaqueca.
* Levantar da cama na mesma hora todos os dias.
* Ter alimentação saudável e não pular refeições.
* Praticar atividade física regularmente.
* Limitar a ingestão de álcool e cafeína.
* Aprender formas de reduzir e lidar com o estresse.

Saiba mais:
Enxaqueca - Tratamento
Enxaqueca com áurea
Enxaqueca - Sintomas, áurea, causas, tratamento
Enxaqueca
Dor de cabeça - Cefaléia tensional
Stress
Dieta e dor de cabeça - Enxaqueca e cefaléia
Ansiedade
Estresse
Tipos de Dores de Cabeças: Cefaleia Tensional, Enxaqueca, Cefaleia em Salvas



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

 
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2009, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto: The Federal Source for Women's Health Information