Copacabana Runners

Hemodiálise

Mulher fazendo diálise - NIDDK Image Gallery

O que é hemodiálise

A hemodiálise é o método mais comum para tratamento de insuficiência renal avançada e permanente. Desde os anos 60, quando a hemodiálise tornou-se uma opção para tratar insuficiência renal, aprendeu-se bastante como realizar o tratamento e minimizar os efeitos colaterais. Porém, mesmo com melhores procedimentos e equipamentos, a hemodiálise ainda é uma terapia complicada e inconveniente, a qual requer esforço coordenado de toda uma equipe que pode incluir nefrologista, técnico de diálise, enfermeiro de diálise e nutricionista.

Quando os rins falham

Rins saudáveis limpam o sangue removendo excesso de fluidos, minerais e resíduos. Eles também produzem hormônios para manter os ossos fortes e o sangue saudável. Quando os rins falham, resíduos perigosos acumulam no organismo, a pressão sanguínea pode aumentar e o organismo pode reter fluidos em excesso e não fabricar células sanguíneas vermelhas suficientes. Quando isso acontece, o tratamento com hemodiálise precisa substituir o trabalho dos rins.

Como a hemodiálise funciona

Na hemodiálise uma certa quantidade de sangue flui durante determinado tempo através de um equipamento especial que remove os resíduos e fluidos extra. Isso limpa o sangue que retorna ao corpo. Remover os resíduos perigosos, sal e fluidos extra ajuda a controlar a pressão sanguínea e manter o equilíbrio apropriado de substâncias como potássio e sódio no organismo.

Um dos ajustes mais importantes que a pessoa deve fazer ao começar a hemodiálise é seguir uma programação rígida. A maioria dos pacientes vai a uma clínica (centro de diálise) 3 vezes por semana para visitas de 3 a 5 horas. Por exemplo, o paciente pode ter uma programação para ir na segunda, quarta e sexta, ou para terça, quinta e sábado. O paciente fazendo hemodiálise pode ser perguntado se prefere fazer pelas manhãs ou tardes, dependendo da disponibilidade na clínica de hemodiálise.

Acesso vascular para a hemodiálise

Um passo importante antes de começar a hemodiálise preparar o acesso vascular, um local no corpo no qual o sangue é removido e retorna. O acesso vascular deve ser preparado semanas antes de começar a hemodiálise. Isso permite remoção mais fácil e eficiente do sangue com menos complicações.

Testes para verificar como a hemodiálise está funcionando

Em torno de uma vez ao mês a equipe do centro de hemodiálise testa o sangue do paciente para verificar se o tratamento está removendo resíduos suficientemente. O teste de sangue procura por um resíduo específico chamado nitrogênio-uréico, que é um indicador do nível geral de resíduos no organismo.

Como a dieta pode ajudar pessoas fazendo hemodiálise

Ter uma dieta apropriada pode ajudar a hemodiálise e saúde do paciente. O nutricionista com experiência na área de hemodiálise pode ajudar o paciente a planejar sua alimentação. Existem algumas orientações gerais para a alimentação de pacientes fazendo hemodiálise.

* Fluidos. O nutricionista pode ajudar o paciente a determinar a quantidade de fluidos que deve ingerir diariamente. Ingestão extra de fluidos pode elevar a pressão sanguínea, fazer o coração trabalhar mais pesado e aumentar o estresse do tratamento de hemodiálise. É importante lembrar que muitas comidas -- como sopa, sorvete e frutas -- contêm bastante água. O paciente pode perguntar ao nutricionista dicas para controlar a sede.

* Potássio. O mineral potássio é encontrado em muitos alimentos, especialmente em frutas e vegetais. Potássio afeta a constância dos batimentos cardíacos, então ingerir muito desse mineral pode ser perigoso para o coração. Para controlar os níveis de potássio no sangue deve-se evitar laranja, banana, tomate, batata e frutas secas. Pode-se remover parte do potássio de batatas e outros vegetais ao descascar e imergi-los em um grande recipiente de água por várias horas e então cozinhá-los utilizando outra água.

* Fósforo. O mineral fósforo pode enfraquecer os ossos e fazer com que a pele fique coçando caso o paciente com insuficiência renal o consuma muito. Alimentos como leite, queijo, ervilha, nozes, manteiga de amendoim devem ser evitando por conter muito potássio.

* Sal (cloreto de sódio). A maioria dos alimentos enlatados e comidas congeladas contêm grandes quantidades de sódio. Muita quantidade de sódio pode fazer a pessoa sentir sede, e quanto mais bebe mais o coração deve trabalhar forte para bombear fluidos pelo corpo. Com o passar do tempo isso pode causar pressão alta e insuficiência cardíaca congestiva. Deve-se tentar comer alimentos frescos, que geralmente têm menos sódio, e procurar por produtos indicando no rótulo que contém pouco sódio.

* Proteínas. Antes do tratamento com hemodiálise o médico geralmente já aconselhou ao paciente seguir uma dieta com pouca proteína para preservar a função renal. Porém, depois de começado o tratamento com hemodiálise, muitos nutricionistas recomendam a ingestão de proteínas para ajudar na reparação muscular e dos tecidos. Por outro lado, consumir proteínas eleva a quantidade de uréia no organismo.

* Calorias. As calorias fornecem energia ao organismo. Algumas pessoas fazendo hemodiálise precisam ganhar peso. Desta forma, elas precisam encontrar caminhos para adicionar calorias à dieta. Óleos vegetais (como os de oliva, canola e girassol) são boas fontes de calorias que não contribuem para problemas de controle do colesterol. Mel e doces também fornecem energia e calorias, porém pacientes com diabetes devem ter cuidado ao ingeri-los.

* Suplementos. Vitaminas e minerais podem estar faltando na dieta do paciente fazendo hemodiálise, uma vez que ele tem que evitar muitos alimentos. A hemodiálise também remove algumas vitaminas do organismo. O médico pode receitar suplementos de vitaminas e minerais feitos especialmente para pacientes com insuficiência renal. O paciente fazendo hemodiálise nunca deve tomar suplementos por conta própria.



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Artigos relacionados:
Doença renal crônica - O que é, causas, fatores de risco, prevenção
Doença renal - Sintomas e diagnóstico
Doença renal - Tratamento
Insuficiência renal crônica
Pedra nos rins - Cálculo renal
Cistite intersticial - Tratamentos, medicamento, sintomas
Cistite
Vulvodínia - Causas, sintomas, tratamento
Vaginose bacteriana - Sintomas, tratamento
Infecção urinária em mulheres
Infecção urinária em crianças
Remédio e tratamento para infecção urinária em crianças
Pielonefrite ou Infecção nos Rins - Tratamento, sintomas, causas
Retenção urinária - Sintomas e diagnóstico
Retenção urinária - Tratamento
Retenção urinária aguda e crônica - O que é, causas
Infecção urinária - Tratamento e Diagnóstico
Estenose uretral - Sintomas e causas
Infecção urinária - Sintomas e causas
Infecção urinária
Incontinência urinária infantil
Incontinência urinária - Perda de controle da bexiga
Pancreatite aguda
Pancreatite crônica
Cálculo renal ou pedras nos rins
Cálculos da Vesícula
Creatinina
Radiografia médica - Usos, riscos e benefícios do raio-x
Tomografia Computadorizada
Ultra-sonografia
Leishmaniose visceral e cutânea
Doença do Sono - Tripanossomíase africana e trypanossoma
Doença de Chagas - Transmissão pelo barbeiro, diagnóstico
Doença de Chagas
Dengue
Vitamina D - Fontes, alimentos ricos, deficiência, excesso, importância
Febre
Hepatite C
Esteatose hepática não-alcoólica - O que é
Esteatose hepática não-alcoólica - Sintomas e causas
Esteatose hepática não-alcoólica - Tratamento
Fígado gorduroso ou gordura no fígado - Causas, sintomas e tratamento
Insuficiência Hepática Crônica e Aguda
Cirrose hepática e problemas no fígado
Hepatite A, B, não A não B, C, D, E, virais, por drogas, autoimune
Dores nas costas
Uréia - Teste uréia sérica e uremia
Proteinúria e teste para doença renal
Insuficiência renal aguda
Ascite ou barriga d'água - Causas, tratamento
Diuréticos
Insuficiência cardíaca
Desidratação, Calor e Exercícios Físicos
Desidratação
Proteínas e Aminoácidos
Comer menos sal e sódio - Dieta hiposódica
Calorias
Sais minerais
Insuficiência renal e doenças nos rins
Sepse - Neonatal, sintomas, tratamento e choque séptico
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2008, Hélio Augusto Ferreira Fontes
Texto: National Kidney and Urologic Diseases Information Clearinghouse