Copacabana Runners

Iogurte e seus benefícios

Iogurte - National Cancer Institute Image Gallery

Diz a lenda que Abraão, depois de ter sido ensinado por um anjo, foi o primeiro a preparar uma receita de iogurte para oferecer a sua mulher e curá-la de um mal.

Segundos relatos da História da Alimentação, a coalhada era vendida desde o século XII nas ruas de Constantinopla. A palavra iogurte, porém, teria nascido nos Bálcãs.

A difusão e a popularidade deste laticínio ocorreu com a chegada dos turcos, cujos hábitos alimentares são característicos de um povo nômade. Apesar de poder ser tomado ao natural, o leite é um alimento perecível e o iogurte, a ricota e os queijos foram formas que esse povo encontrou de prolongar a durabilidade dos alimentos e ter garantido o seu consumo. 

Sabe-se da arte e conhecimento milenar desse povo em manter alimentos perecíveis, conservados em sal, especiarias, óleos e azeites e, ao mesmo tempo, ter o hábito de receber, festejar e celebrar a alegria com fartura e variedade de iguarias.

Como é fabricado o iogurte?

O iogurte é produzido a partir da ação de uma cultura mista e em igual proporção dos microorganismos Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus. Essas bactérias consomem a lactose, o açúcar do leite, para obterem energia e em contrapartida eliminam o ácido lático que coalha o leite. O leite coalhado preserva a gordura, os minerais e o conteúdo de vitaminas do leite puro, mas apresenta bem menos lactose, sendo então um alimento de mais fácil digestão que o leite.

Para garantir sua qualidade microbiológica, o iogurte deve estar isento de microorganismos causadores da decomposição do produto e ser conservado sob refrigeração, à temperatura máxima de 10ºC, não sendo permitida a adição de substâncias conservantes.

Os microorganismos (bifidobactérias) presentes no iogurte ajudam a equilibrar a microbiota intestinal e auxiliam na prevenção do crescimento de microorganismos patogênicos e agentes causadores de doenças, daí ser reconhecido como um alimento probiótico e imunomodulador.

Um aliado da Saúde, Beleza e Bem estar

Os iogurtes são importantes fontes de proteínas, cálcio, zinco, vitamina A e vitaminas do Complexo B.

  • As proteínas são necessárias na construção, reparação e renovação dos tecidos do corpo, incluindo pele, unhas e cabelos. Participam da produção de anticorpos, hormônios e enzimas.

  • O cálcio é um mineral fundamental na formação e manutenção dos ossos, dentes e unhas, além de participar das contrações musculares.

  • O zinco aumenta a ação de enzimas que combatem os radicais livres, fortalece o sistema imunológico, retarda o envelhecimento e favorece o crescimento e fortalecimento dos cabelos.

  • A vitamina A tem papel fundamental na saúde da visão e da pele. É uma vitamina que restaura e constrói novos tecidos, auxilia no tratamento de abcessos, furúnculos, acne e queda de cabelos.

  • As vitaminas do complexo B participam do metabolismo de proteínas, lipídeos e carboidratos, têm papel importante na produção de energia, oxigenação das células, produção de neurotransmissores e funções neurológicas normais.

Saúde com Sabor: receita de molho de iogurte

Ingredientes:
1 xícara (chá) de iogurte desnatado 
1 xícara (chá) de vinagre de maçã ou aceto balsâmico
½ colher (sopa) de salsinha picada
½ colher (sopa) de cebolinha picada

Modo de Preparo:
Misture bem todos os ingredientes e leve à geladeira até a hora de servir.
Acompanha bem pepino e legumes em geral

Observação: Esta receita não é indicada para quem tem anemia, uma vez que os minerais Cálcio e Ferro competem entre si.

Saiba mais:
Laticínios - Benefícios à saúde, nutrientes e ingestão recomendada
Iogurte emagrece
Probióticos e prebióticos
Intolerância à lactose - O que é, causas, sintomas, controle
Intolerância à lactose
Lactobacilos
Queijo Minas frescal probiótico
Leite - Nutrientes e Saúde - Tipo A, B, C 
Queijos - Tipos de queijo e características
Laticínios são importantes para o esportista? 
Vamos alimentar nossos músculos




Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Referências bibliográficas
1. PHILIPPI, S. T. - Nutrição e Técnica Dietética. Ed. Manole, 2003.
2. MAHAN, K. - Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 8ª ed. São Paulo: Manole, 1995.
3. ORLANDIN, L. - Probióticos e Prebióticos. Nutrição, Saúde e Performance. Ano 4. Ed.22, 2004.
4. CUPPARI, L. Nutrição clínica no adulto. Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar. UNIFESP/Escola Paulista de Medicina. São Paulo: Manole: 2002. 


"As informações fornecidas não são individualizadas. Portanto, o nutricionista deve ser consultado antes de se iniciar um tratamento e/ou acompanhamento nutricional."

Consultoria feita à Revista Bons Fluidos - maio/2004


Créditos:
Texto © Por Drª Marília Fernandes
Drª Marília Fernandes elabora Planos Alimentares Personalizados. Para contratar seus serviços de consultoria nutricional entre em contato através do e-mail mariliac_fernandes@hotmail.com

Nutricionista - CRN3/1693 
Especialista em Nutrição Esportiva pelo CEMAFE/UNIFESP
Especialista em Nutrição em Saúde Pública pela UNIFESP
19 anos de experiência em Nutrição e Alimentação
Consultora Nutricional Pessoal e de Empresas nas áreas de Educação Alimentar, Qualidade de Vida e Bem Estar, Nutracêutica, Estética, Longevidade Saudável, Esportes, Marketing Alimentício e Saúde Ocupacional