Copacabana Runners

Labirintite
O que é, sintomas, causas, tratamento, ansiedade

Yoga - CDC/ Amanda Mills

O que é labirintite

A labirintite é uma desordem do equilíbrio geralmente seguinte a uma infecção no trato respiratório superior. Como o nome sugere, a labirintite é um processo inflamatório que afeta os labirintos, os quais abrigam o sistema vestibular no ouvido interno.

A recuperação de labirintite aguda geralmente leva de 1 a 6 semanas, porém não é incomum que sintomas residuais (desequilíbrio e/ou tontura) permaneçam por muitos meses ou até anos.

Sintomas da labirintite

Labirintite causa vertigem, desequilíbrio e algumas vezes movimentos involuntários dos olhos. É comum a perda de audição no ouvido infectado. Também são comuns náusea, ansiedade e sensação de mal estar devido aos sinais de equilíbrio distorcidos que o cérebro recebe do ouvido.

Causas da labirintite 

A labirintite é geralmente causada por infecção víral ou bacteriana, mas ela também pode ocorrer devido a lesão na cabeça, alergia, reação a um determinado medicamento, ou transtornos na circulação sanguínea afetando o ouvido interior ou cérebro. Outras possíveis causas de labirintite são doenças, envelhecimento, problemas cerebrais ou lesões no sistema visual ou músculo-esquelético. Tanto a labirintite viral como bacteriana pode causar perda de audição permanente, embora isso seja raro.

Labirintite e ansiedade

Ansiedade crônica é um efeito colateral comum da labirintite, o qual pode produzir tremor, palpitação do coração, ataque de pânico e depressão. Geralmente o ataque de pânico é um dos primeiros sintomas que ocorrem quando a labirintite começa.

Tratamento da labirintite

É importante tratar qualquer transtorno de ansiedade e/ou depressão tão logo possível para permitir ao cérebro compensar qualquer dano vestibular. Ansiedade aguda pode ser tratada a curto prazo com benzodiazepinos, como diazepam, porém o uso a longo prazo não é recomendado por causa da característica desses medicamentos de criar dependência.

Evidência sugere que Inibidores Seletivos de Recaptação da Serotonina podem ser mais eficientes no tratamento de labirintite. Eles agem aliviando os sintomas de ansiedade e podem estimular novos crescimentos neurais dentro do ouvido interno. Alguma evidência sugere que labirintite viral deve ser tratada o mais cedo possível com corticosteróides, e possivelmente medicação antiviral, para prevenir danos permanentes ao ouvido interno.

Terapia de Reabilitação Vestibular é uma forma de eliminar ou reduzir a tontura residual decorrente da labirintite. Ela funciona ao fazer com que o cérebro utilize mecanismos neurais já existentes.

Saiba mais:
Labirintite - Cura e Tratamento
Labirintite e desordens do equilíbrio



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Este artigo está licenciado sob a GNU Free Documentation License (www.gnu.org/copyleft/fdl.html). Usa material do artigo da Wikipédia "Labyrinthitis" (en.wikipedia.org/wiki/Labyrinthitis).