Copacabana Runners

Por que lavar as mãos é importante?

Lavar as mãos - NIDDK Image Gallery

Dr. Semmelweis foi a primeira pessoa que demonstrou, mais de 100 anos atrás, que lavar as mãos rotineiramente é importante para prevenir que doenças se espalhem. 

"Dr. Semmelweis trabalhou em um hospital em Viena, onde os pacientes da maternidade estavam morrendo em uma taxa tão alarmante que suplicavam para ser mandados para casa," diz Julie Gerberding, diretora do Programa contra Infecções Hospitalares do Center for Disease Control and Prevention. "A maioria dos que estavam morrendo foi tratada por estudantes de medicina que trabalhavam com cadáveres durante as aulas de anatomia antes de começar seus turnos na maternidade."

Uma vez que os estudantes não lavavam suas mãos depois de manusear os cadáveres e então tocavam nos pacientes (lavar as mãos não era uma prática de higiene naquele tempo), eles regularmente transmitiam as bactérias patógenas dos cadáveres para as mães. "O resultado foi uma taxa de mortes 5 vezes maior para as mães que faziam o parto no hospital comparadas com as que tinham o bebê em casa." diz Gerberding.

Em uma experiência, considerada na melhor das hipóteses excêntrica por seus colegas, Dr. Semmelweis insistiu para que os estudantes lavassem as mãos antes de tratarem as mães na maternidade. "Esse foi o começo do controle de infecções", diz Dr. Gerberding. "Foi realmente uma revolução, não só nos padrões de procedimentos médicos, mas na saúde pública em geral, uma vez que hoje a importância de lavar as mãos na prevenção de doenças reconhecida por todos."

Especialistas em saúde geralmente citam o ato de lavar as mãos como a forma isolada mais eficiente de prevenir a transmissão de doenças. "Essa é uma medida de controle de infecção que foi espalhada com sucesso pela comunidade", ela diz. "Boa higiene em geral, e esterilização e desinfecção em particular, juntamente com outros padrões que começaram em hospitais, ficaram amplamente usados em todos os lugares."

No ambiente hospitalar, lavar as mãos pode prevenir infecções potencialmente fatais de se espalharam de paciente para paciente, e dos pacientes para o profissional da saúde e vice-versa. Em casa, lavar as mãos pode prevenir que doenças infecciosas, como diarréia e hepatite A, passem de um membro da família para outro e, algumas vezes, para a comunidade.

A regra básica nos hospitais e lavar as mãos entre os contatos com pacientes. Em casa deve-se lavar as mãos antes de preparar a comida, depois de trocar fraldas, e depois de usar o banheiro.

O CDC (Center for Disease Control and Prevention) cita 5 cenários domésticos nos quais germes causadores de doenças podem ser transmitidos por mãos contaminadas:

1) Das mãos para os alimentos. Germes são transmitidos de mãos não limpas (geralmente de alguém não lavou as mãos após ir ao banheiro) para a comida. Os germes são passados para quem consumir a comida.

2) De bebês infectados para as mãos e destas para outras crianças. Ao trocar as fraldas, germes são transmitidos de um bebê com diarréia para as mãos de que as trocou. Se as mãos não forem imediatamente lavadas antes de tocarem em outra criança, os germes que causam a diarréia podem infectá-la.

3) Do alimento para as mãos e destas para outros alimentos. Germes são transmitidos de alimentos crus, como frango, para as mãos e então podem ser transferidos destas mãos não lavadas para outras comidas, como salada. Cozinhar o alimento mata os germes iniciais, porém a salada continua contaminada.

4) Dos nariz, boca ou olhos para as mãos e destas para outras pessoas. Germes que causam resfriado, infecção nos olhos e outras doenças podem se espalhar para as mãos ao assoar o nariz, tossir ou coçar os olhos e então as mãos não lavadas pedem transmiti-los para outros membros da família e amigos.

5) Dos alimentos para as mãos e destas para bebês. Germes de comida crua podem ser passados para as mãos e destas para bebês. Se os pais manusearem frango cru, por exemplo, e não lavarem as mãos antes de pegar seu bebê, podem transferir germes como salmonela do alimento para o filho.

Lavar as mãos pode prevenir a transmissão de germes nesses 5 cenários. O CDC recomenda esfregar vigorosamente as mãos ensaboadas com água morna por pelo menos 15 minutos.

Saiba mais:
Intoxicação Alimentar
Diarréia em crianças e bebês
Infecção Alimentar
Hepatite A, B, não A não B, C, D, E, virais, por drogas, autoimune
Escherichia coli
Intoxicação por Salmonela - Salmonelose
Resfriado Comum - Informações sobre Resfriados
Gripe Suína - Influenza A (H1N1) - Vacina, sintomas, como prevenir
Gripe suína - Transmissão do vírus A (H1N1)
Dores, cólicas e desconfortos abdominais
Giardíase - Infecção por Giárdia
Amebíase
Disenteria bacteriana e amébica
Salmão e risco de contaminação
Dor abdominal
Difteria
Botulismo
Dor de Barriga
Soro Caseiro
Diarréia crônica
Diarréia - Causas, sintomas, tratamento, conduta nutricional
Aprovada vacina contra diarréia por rotavírus
Gastroenterite aguda - Tratamento em crianças com terapia de reidratação oral
Gastroenterite viral
Infecção por Mycoplasma pneumoniae pneumoniae
Molusco contagioso - O que é, como evitar, tratamento
Listeriose e gravidez - Bactéria listeria



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2007, Hélio Augusto Ferreira Fontes
Texto: CDC - Center for Disease Control and Prevention