Parto prematuro e Bebê prematuro

Gravidez - Women's Health.com

O que é um parto prematuro?

O parto prematuro é aquele que acontece pelo menos 3 semanas antes da data normal. Parto prematuro é principal causa de morte entre bebês recém-nascidos. O nascimento prematuro também é um sério risco à saúde para o bebê. Alguns bebês prematuros precisam de cuidados especiais e podem passar semanas ou meses hospitalizados na UTI neonatal.

PUBLICIDADE

Que problemas de saúde o bebê prematuro pode ter?

Os bebês prematuros que sobrevivem podem ter problemas de saúde que os acompanham pela vida, como:
* Problemas intelectuais.
* Paralisia cerebral.
* Problemas respiratórios.
* Perda de audição e visão.
* Problemas digestivos e de alimentação.

Embora quanto mais precoce seja o parto, mais severos tentem ser os problemas de saúde, até bebês nascidos apenas algumas semanas mais cedo podem ter mais problemas do que os que nasceram com o período de gestação normal. Por exemplo, um bebê nascido com 35 semanas tem mais probabilidade de ter icterícia e problemas respiratórios, além de  e maiores estadas em hospital.

PUBLICIDADE

Sinais de alerta do parto prematuro

Algumas vezes o médico decide fazer o parto mais cedo por causa de preocupações com a saúde da mãe ou do bebê, uma vez que, apesar dos problemas associados ao parto prematuro, essa pode ser algumas vezes opção mais segura. Porém, na maioria dos casos, o parto prematuro vem inesperadamente. 

Os sinais de alerta para um parto prematuro são:
* Contrações no abdômen a coxas a cada 10 minutos ou mais freqüentemente.
* Alterações nas secreções vaginas (fluido vazando ou sangramento na vagina).
* Pressão pélvica, sensação de que o bebê está pressionando para baixo.
* Costas doloridas.
* Cólicas como as sentinas na menstruação.
* Cólicas abdominais com ou sem diarréia.

Fatores de risco para o parto prematuro

Há alguns fatores de risco para o parto prematuro. Porém, mesmo se a mulher fizer "tudo certo" durante a gravidez, ainda assim pode ter um bebê prematuro. 

Os fatores de risco conhecidos para o parto prematuro são:
* Carregar mais de um bebê (gêmeos, trigêmeos, etc).
* Ter tido um parto prematuro anteriormente.
* Problemas de saúde crônicos como pressão alta, diabetes e desordens de coagulação.
* Certas infecções durante a gravidez.
* Fumo, uso de álcool e drogas.

O parto prematuro pode acontecer a qualquer uma e muitas mulheres têm bebê prematuro sem nenhum fator de risco. Há algumas coisas que a mulher pode fazer para melhorar sua própria saúde e diminuir o risco de ter um bebê prematuro, como:
* Largar o fumo, álcool e drogas.
* Fazer check-up médico antes da gravidez.
* Trabalhar com se médico para controlar doenças como pressão alta e diabetes.
* Ter cuidados pré-natais cedo, assim que achar que está grávida, e através da gravidez.
* Discutir as preocupações durante a gravidez com o médico e procurar atenção médica em caso de qualquer sinal ou sintoma de parto prematuro.

O nascimento é um processo complexo e maravilhoso. Afortunadamente, a maioria das mulheres têm a gestação normal e bebê saudável. Ainda é necessário mais pesquisa para entender os fatores de risco para o parto prematuro relacionados ao histórico familiar, genética, estilo de vida e ambiente.

Saiba mais:
Microcefalia - O que é, causas, tratamento
Listeriose e gravidez - Bactéria listeria
Defeitos do tubo neural - Espinha bífida e anencefalia
Persistência do canal arterial - O que é, causas, sintomas, tratamento
Defeito cardíaco congênito - Sintomas e tratamento
Defeitos cardíacos congênitos - O que são, tipos
Defeitos de Nascença - O que são, chances de ter
Defeitos de Nascença - Genética, consumo de álcool, drogas e cigarro
Deficiência mental e Síndrome do X frágil
Gravidez ectópica e tubária
Exercícios físicos e atividade física na gravidez
Anencefalia
Diabetes gestacional - Diagnóstico, dieta, tratamento
Pré-natal - Exames pré-natais
Pré-natal - Exames, acompanhamento e cuidados pré-natais
Pré-eclampsia e eclampsia - Pressão alta na gravidez - Sintomas, tratamento
Icterícia em bebês recém-nascidos
Síndrome de Menkes
Síndrome do X frágil - O que é, sintomas, tratamento
Fenilcetonúria - O que é, sintomas, tratamento, dieta
Síndrome de Rett - Causa, sintomas, tratamento
Síndrome de Prader-Willi - O que é, sintomas, tratamento


PUBLICIDADE




Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2008 Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: Centers for Disease Control and Prevention

VoltarVoltar a mulher corredora