Correr em trilha

Pergunta: Quais cuidados devem ser tomados para se correr em trilha?

Correr em trilha - City of Harrisonburg

Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

Correr em trilhas é uma atividade de corrida super agradável, oferece ao corredor uma preparação adequada em condições aeróbias, devido aos relevos do terreno quase que sempre variados condiciona os membros inferiores com mais incidência e a corrida torna-se mais agradável. 

PUBLICIDADE

Quem corre em trilhas deve se precaver vez ou outra com o piso argiloso se o tênis de corrida não for adequado quedas podem acontecer, quando o corredor não esta com força nas pernas sua elevação de joelhos é ruim e desta forma tropeça em raízes, pedras, saliências do terreno, isto é comum em pessoas de mais idade e quedas podem acontecer.

Sugiro sempre a quem vai correr em trilhas (geralmente lugares arborizados) cuidados com escorregões, as folhas das arvores caem sobre a trilha e tornam-se um verdadeiro sabão.

A sapatilha, o tênis devem ser de solado adequado, correr sempre olhando a onde pisa com mais freqüência. correr muito cedo o orvalho o umedece o solo, ao entardecer a visão fica prejudicada.

 Correr em trilhas seria a forma mais indicada na preparação do corredor de fundo principalmente.

Carlos Gomes Ventura (Carlão) blog, Telefone: (11)3686-5384, e-mail

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...

PUBLICIDADE

Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

Correr em trilhas é o maior barato. Trabalha-se todas as variantes do treinamento de um corredor de fundo, resistência, força e velocidade. Mas todo cuidado é pouco, pois pode-se torcer o pé ao pisar num buraco ou pedra escondida, levar um tombo ao tropeçar e se ralar todo.

Ao se correr numa trilha, tem que prestar atenção em tudo a volta, ver onde pisa, cuidado com animais, principalmente cobras, elas saem do mato para tomar sol, por ser um animal de sangue frio, precisam se aquecer para terem agilidade. Correr em trilhas fechadas tem esse perigo.

Como sempre, conto uma história para ilustrar minhas respostas, histórias acontecidas comigo na minha vida de atleta:

Em 1973, eu e meu irmão Gilson saímos para fazer um percurso de trilha, na zona rural de Nova Iguaçu. Entramos numa trilha que ficava dentro de uma fazenda. Logo no começo da trilha já tivemos que dar uma carreira desenfreada na frente de dois cachorros que vieram iguais uns loucos atrás da gente. Em seguida foram umas vacas que tentaram nos atacar.

Depois de percorremos uns 5km pela trilha, senti uma dor lancinante no pé. Tinha acabado de cravar meu pé numa tábua com um prego enorme que vazou o tênis e meu pé. Fiquei literalmente num mato sem cachorro, pois a tábua era pesada e o prego enorme que ficou aparecendo na parte de cima do tênis. Meu irmão vendo o meu sofrimento veio todo solicito para ajudar a tirar o prego do meu pé. Porém, ele tinha um olhar e sorriso meio sádico. Resolvi aceitar a ajuda do meu irmão, porque não daria para voltar pra casa daquele jeito, ou seja, com a tábua cravada no pé, era muito pesada. Me arrastei, eu e a tábua até perto de uma árvore, me deitei de costas no chão e apoiei um pé na árvore e o outro, com a tábua, meu irmão iria puxar. Na primeira tentativa não deu, só senti uma dor dos diabos, só na segunda que ele conseguiu puxar e arrancar o prego do meu pé. Se a dor ao pisar na tábua foi lancinante, imaginem na hora que o meu irmão puxou a tábua? Eu vi, literalmente, as estrelas em pleno dia. Eu não sabia se chorava ou se ria de tanta dor. Que sensação miserável. O pior de tudo era a cara do meu irmão, um misto de satisfação por me ajudar, sadismo por ter feito o trabalho sujo e alívio por ver eu me livrar do prego. A volta pra casa foi trotando pisando com um pé normal e o outro só com o calcanhar.

Ah, na volta tivemos que enfrentar novamente os malditos cachorros.

É isso, correr em trilha é uma beleza, mas tem-se que ter muito cuidado
.

Resposta do Professor Luis Tavares

Alguns cuidados são fundamentais para correr em trilhas:

Procurar trabalhar fortalecimento dos membros inferiores, principalmente da região do tornozelo, pelo menos com três meses que antecede a prova;

Procurar um tênis apropriado para esse terreno;

Treinar pelo menos 1 vez por semana em terreno acidentado;

Durante a corrida, procurar tomar muito cuidado nas descidas para não sofrer entorse;

Lembre se que o ritmo é bem diferente daquele praticado em asfalto, ou seja , em ritmo mais lento.

Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br - site: http://www.ectavares.com.br

Saiba mais:
Dicas para quem vai participar pela primeira vez de uma corrida cross country
Reduzir impacto para prevenir lesões
Marathon in the Parks
Correr descalço não garante vida esportiva mais longa
Há benefícios em correr descalço?
Tênis de Corrida, como escolher
Dicas sobre tênis de corrida
Tênis de Corrida, durabilidade
Categorias dos tênis de corrida
Importância do local de treinamento para corrida


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

VoltarVoltar