Copacabana Runners

O poder da mente positiva antes de uma competição

Hidratação no esporte - CDC/ Amanda Mills

Nesses 19 anos de carreira como treinador observei e continuo observando muitos alunos que por ansiedade, nervosismo ou insegurança, antes de uma prova importante, repetirem frases como essas: “Eu não conseguirei abaixar meu tempo”; “Estou meio machucado, acho que não vou concluir”; “O tempo está esquisito hoje, acho que não vou bem”; etc.

Quantas vezes você disse não, antes de uma corrida, ou melhor, deu desculpas para não ir bem?

As palavras e termos como “não”, “jamais”, “nunca”, “não conseguirei”, carregam uma negatividade que fazem com que você já entre derrotado nas competições, por isso não deveriam existir em seu vocabulário se você deseja ter êxito e sucesso nas corridas.

Quantas vezes você deve ter sentido uma dor de barriga, ou vontade de fazer xixi, ou uma dorzinha incomoda no pé ou na perna, tudo isso faltando cinco minutos para a largada?

Muitas vezes é o seu corpo somatizando aquilo que sua mente dita, sendo uma espécie de fuga ou medo de uma frustação na corrida e dessa forma você já prepara uma desculpa caso não atinja seu objetivo.

Será que não podemos alterar esse estado de pensamento ao nosso favor e tendo como grande aliado a nossa própria mente?

Lógico que podemos, a nossa mente comanda tudo, inclusive o nosso físico.

Quando participei nesse ano do desafio do Pateta na Disney, carregava comigo um problema, pois ainda não havia corrido 21 km um dia antes dos 42 km de uma maratona. Fora o meu velho probleminha de Tendinite de Aquiles que me acompanha há 15 anos.

Durante todo o processo de preparação, jamais pensei em desistir do objetivo e sempre foquei no desafio. E não passava em nenhum momento na minha mente a ideia de desistir, não seria capaz, não ia aguentar, etc.

Desde o desembarque na Disney até o término da maratona, meu foco era a conclusão desse feito, chegando a visualizar todas as noites a minha chegada. Assim, mesmo consciente de todas as dificuldades, fui com coração, alma e pensamento positivo para que tudo desse certo.

Outro segredo foi mentalizar, conversar com meu físico, interiorizar e sentir o que estava se passando.

Quando terminei a primeira parte do desafio (a meia-maratona), agradeci as minhas pernas por ter me ajudado a concluir essa primeira etapa e como recompensa pela parceria passei a tarde toda na piscina recuperando-as para a maratona que viria horas depois.

Assim, no dia seguinte na maratona, fui confiante em terminar. E realmente deu tudo certo, finalizando-a cansado, porém com muita satisfação e surpreendentemente mais inteiro e recuperado do que usualmente em outras corridas que eu não havia me preparado tão bem psicologicamente. No dia seguinte ao Desafio, até conseguia subir as escadas normalmente rsrs.

Aí vão cinco dicas para você conseguir alcançar seus objetivos nas corridas:

Imagine
Seus poderes de imaginação podem mudar o modo como seu corpo reage. "Se você imagina uma situação, o seu cérebro é estimulado como se você estivesse realmente vivendo isso”. Por exemplo: Imagine você correndo alegre e no ritmo pretendido.

Distraia-se
Pense em coisas boas e positivas para tirar um pouco o foco e o nervosismo. Exemplo: converse com amigos, vá fazer algo que goste com ler, ouvir música, teatro, cinema, enfim, evite se preocupar com a corrida.

Visualize seu treino
Antes de se deixar vencer pela preguiça, reserve alguns minutos para pensar no seu treino e listar todos os benefícios que ele pode te proporcionar. Assim, vai ser mais fácil sair do sofá.

Seja autoconfiante
Tenha sempre uma postura confiante, pois isso estimula uma resposta hormonal. Pensando dessa forma, você se livra da sua insegurança.

Finja não ter defeitos 
Pensar positivo faz com que seus defeitos percam a força.

No momento que você acreditar em si, no seu potencial, no que é capaz, será mais fácil conseguir alcançar seus objetivos!!!

Saiba mais:
Preparar-se para os exercícios! Psicologia espotiva
Treine o seu cérebro e a emoção
Como atenuar a ansiedade pré-competição?
Trabalho, família e o exercício físico em sintonia
Psicologia e respostas emocionais a lesões esportivas
Corpo sarado como sinônimo de saúde
Lesões por superuso x Lesões traumáticas
Ficar em forma sem frescura
Exercício irregular
Malhar não precisa complicar
Corrida e bem-estar psicológico



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Créditos:
Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br - site: http://www.ectavares.com.br



Menu da Seção Treinamento Esportivo
Guia para Começar a correr | O Caminho para o Sucesso na Maratona
Perguntas e Respostas | Programas de Treinamento
Treinadores Online | Artigos | Fisiologia do exercício | Livros | Livros em Inglês

VoltarVoltar

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  


© 1999-2014 Helio A. F. Fontes
Utilização de material original do site

Copacabana Runners - Atletismo e Maratonas