Copacabana Runners

Pressão Arterial - nova ou velha?

Homem medindo sua pressão - NIDDK Image Gallery

Há poucas semanas, uma revista de grande influência na opinião pública noticiou: "um comitê formado pelos mais renomados cardiologistas dos Estados Unidos divulgou um documento com as novas diretrizes de classificação da hipertensão arterial. A partir de agora, para quem tem mais de 18 anos, a pressão arterial só é considerada normal se estiver abaixo de 12 por 8. Nesse patamar, já se está no grupo de risco". Diz o artigo. 

É preciso ficar com o "pé atrás" e tomar cuidado com certas notícias alarmistas como essa por exemplo. Em primeiro lugar deve-se desconfiar de quem partiu a pesquisa, qual o interesse e quem financiou. Se foram laboratórios que vendem medicamentos para hipertensão... De qualquer forma, vale à pena comentar. 

As pessoas que praticam exercícios físicos de modo regular, têm vida regrada, sempre tiveram pressão arterial 120 x 80 mmHg, nunca sentiram absolutamente nada, de uma hora para outra viraram hipertensos? Agora estão no grupo de risco?

Qualquer notícia, há de, no mínimo usarmos o bom senso. Até mesmo valores maiores de pressão arterial tais como 140 x 90 mmHg podem até ser considerado normal dependendo dos hábitos de vida da pessoa. Tenho alunos personalizados com esse valor, faz exercícios todos os dias não exagera na comida e tem uma vida normal. De uma hora para outra ele virou hipertenso grave porque os valores mudaram? Ainda bem que ele já estava prevenido e orientado e essa notícia não estourou como uma bomba, pelo menos para ele. Para muitos entretanto, pode soar como um alarme tal como acontece com a "Síndrome do Jaleco Branco". 

As recomendações com relação à prática de exercícios físicos, alimentação saudável e etc. não é nenhuma novidade. Todos deveriam fazer isso e os relatórios do Colégio Americano de Medicina Esportiva a partir de 95 já apontavam nessa direção como temos insistentemente comentado. "Todo adulto deve pelo menos acumular 30 minutos de atividades físicas de intensidade moderada na maioria dos dias da semana" (PATE et. al. 1995).

"Os benefícios da atividade física podem também ser alcançados através de atividades acumuladas durante o dia e com intensidade moderada. Entre elas estão pequenas mudanças no dia a dia, como subir escadas dispensando o elevador, andar curtas distâncias em vez de usar o carro, assim como atividades mais formais e vigorosas, como nadar, pedalar ou jogar tênis são recomendadas". 

"Essas recomendações foram aceitas por várias instituições como a Organização Mundial de Saúde (OMS), Conselho Internacional de Ciências do Esporte e Educação Física (ICSSPE), Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos USA - CDC, Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACMS), Federação Internacional de Medicina Esportiva (FIMS) e Associação Americana de Cardiologia (AHA) (MATSUDO, S and MATSUDO V. 2000)." 

Não estou querendo dizer que devemos relaxar com os cuidados já tradicionais tais como aumento da atividade física, moderação nas bebidas alcoólicas, nas comidas gordurosas, na ingesta de sal, abandono do fumo e etc. mas também não é para ficar apavorado. A gente sabe que hipertensão arterial é uma doença silenciosa e cada vez mais aumenta o número de pessoas acometidas pelo mal considerando os valores anteriores de 140 mmHg x 90 mmHg. Se forem consideradas as novas pesquisas... 

Estresse e a saúde

Na verdade, na minha opinião particular, o que realmente traz o maior malefício á saúde é o estresse que não sabemos controlar. O homem da cidade faz exercício físico, controla a alimentação tem estresse e "volta e meia" é traído pelo coração. O homem do campo bebe cachaça, fuma cigarro de palha ou fumo de rolo, cozinha com gordura de porco, come à vontade mas não tem estresse e não se tem notícia de tanta morte súbita do coração. Na cidade, muitos operários, se estressam bem menos que os seus patrões. Batem o ponto tão logo a fábrica apita e correm para o bar da esquina a "jogar conversa fora", "tomar umazinha" e jogar sinuca, baralho ou "porrinha". 

A Era da informação e as facilidades da informática que temos, deveriam ser usadas para trabalharmos menos, mais rápido e com mais qualidade. No entanto, somos cada vez mais e mais cobrados a produzir. Haja coração... 

Até na atividade física não é raro as pessoas se estressarem chegando na academia na maior correria, ficando irritadas, reclamando de tudo e de todos. 

De alguma forma isso mais cedo ou mais tarde pode influenciar na pressão arterial. Aí, não importa se os valores são novos ou velhos. Pô! Fala sério, né?

Cartas para: lcmoraes@compuland.com.br - Luiz Carlos de Moraes CREF1 RJ 003529

Saiba mais:
Métodos de medida da pressão arterial
Pressão alta - Sintomas, diagnóstico e tratamento
Pressão alta - causas, prevenção e fatores de risco
Hipertensão, colesterol, doenças cardiovasculares e como baixar a pressão
Estresse e sua saúde
Hipotensão ortostática ou postural
Hábitos Saudáveis de Vida
Pressão alta ou hipertensão arterial
Pressão alta e corrida - Hipertenso pode correr?
Hipertensão e exercícios físicos
Índice de massa corpórea normal e risco de hipertensão
Horóscopo do candidato a enfartado





 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Texto copyright © 2003 por Luiz Carlos de Moraes CREF/1 RJ 003529
lcmoraes@petrobras.com.br | lcmoraes@compuland.com.br  
Leia mais artigos sobre esporte e saúde no site Notícias do Corpo