Psicopata e Psicopatia - Características, tratamento, cura e causas

Cérebro dependente de drogas - NIH

O que é a psicopatia e um psicopata

A psicopatia é uma desordem de personalidade cuja característica principal é a falta de empatia. O psicopata é aquela pessoa que tem psicopatia. Robert Hare, um pesquisador do campo da psicopatia, define o psicopata como “um predador que usa charme, manipulação, intimidação, sexo e violência para controlar outros e satisfazer suas próprias necessidades egoístas. Com falta de consciência e empatia, o psicopata pega o que quer e faz o que tem vontade, violando normas sociais sem culpa o remorso”.

O psicopata é desembaraçado e superficialmente charmoso. Muitos psicopatas são excelentes imitadores das emoções humanas, podendo ficar sem serem detectados em uma variedade de ambientes.

Os pesquisadores acham que a raiz da psicopatia está em desordem neurológica específica, a qual é de origem biológica e presente no nascimento. Estima-se que 1% da população geral seja psicopata.

PUBLICIDADE

Tratamento para a psicopatia e cura para o psicopata

Não há cura ou tratamento efetivo para a psicopatia. Não há medicamentos ou outras técnicas que possam instigar empatia, e psicopatas que passam por psicoterapia apenas ficam mais adeptos a manipular outras pessoas.

Características do psicopata 

O psicopata típico tem déficits ou desvios em várias áreas: relacionamento interpessoal, emoção e auto-controle. Psicopatas ganham satisfação através de comportamento anti-social, e não experimentam vergonha, culpa ou remorso por suas ações. Psicopatas não têm senso de remorso ou culpa por qualquer mal que possam causar a outros. Ao invés disso, eles racionalizam o comportamento, culpando outra pessoa ou negando a ação.

O psicopata também não possui empatia em relação a outros em geral, resultando em falta de tato, insensibilidade, e desdenho. Tudo isso desmente a tendência do psicopata causar uma boa primeira impressão. Psicopatas têm charme superficial decorrente da disposição de dizer qualquer coisa sem preocupação de precisão ou verdade.

PUBLICIDADE

As tendências do psicopata para emoção genuína são de curta duração e egocêntricas. Seu comportamento é impulsivo e irresponsável, freqüentemente dificultando a manutenção de emprego e quitação de débitos. Psicopatas também têm um senso distorcido de conseqüências potenciais das suas ações, não apenas para os outros, mas também para eles mesmos. 

Causas da psicopatia 

Um estudo de gêmeos sugere que a psicopatia tem um componente genético forte. Estudos recentes têm produzido teorias para determinar se há relação biológica entre o cérebro e a psicopatia. Uma teoria sugere que a psicopatia é associada tanto com a amídala (a qual está ligada a reações emocionais e aprendizado emocional), quanto com o córtex pré-frontal (associado com o controle do impulso, tomada de decisão, aprendizado emocional e adaptação ao ambiente). Alguns estudos têm mostrado diminuição na matéria cinzenta nessas áreas em psicopatas.

Saiba mais:
Exercícios Físicos e Depressão
Transtorno Obsessivo Compulsivo - TOC
Neurose
Esquizofrenia - Causas
Esquizofrenia - Sintomas
Paranóia
Alucinação - Alucinações visuais, auditivas - Causas e tratamento
Esquizofrenia paranóide
Esquizofrenia - Tratamento
Transtorno Bipolar - Sintomas, tratamento
Psicopatas
Esquizofrenia - O que é, causas, tratamento
Psicopatas
Transtorno bipolar ocasiona variações de humor extremas


PUBLICIDADE




Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


 
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2009, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Este artigo está licenciado sob a GNU Free Documentation License (www.gnu.org/copyleft/fdl.html). Usa material do artigo da Wikipédia "Psychopathy" (en.wikipedia.org/wiki/Psychopathy).