Copacabana Runners

Regime nutricional para emagrecer - Regimes fáceis ou de emagrecimento rápido

Com mais de 1.000 livros sobre regimes para emagrecer disponíveis nas livrarias, fica claro que as dietas de emagrecimento tornaram-se algo de grande interesse para as pessoas. Ao mesmo tempo, esses regimes tornaram-se cada vez mais controversos, principalmente os que prometem emagrecimento rápido ou fácil, sem seguir o que é geralmente aconselhado pelos médicos. Muitos desses regimes para emagrecer são criticados por várias autoridade médicas.

Então, com tantos tipos de regimes alimentares para emagrecer disponíveis, qual seria o mais recomendado? Seriam aqueles quer restringem drasticamente os alimentos que podem ser consumidos para obter emagrecimento rápido, ou seriam os regimes mais fáceis de seguir que permitem maior variedade na alimentação para emagrecimento mais gradual? 

Um estudo patrocinado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (ARS) sobre vários regimes para emagrecer populares descobriu que, para emagrecimento, o mais importante não é tipo de dieta, e sim se a pessoa é capaz de segui-la continuamente. O estudo foi publicado no Jornal da Associação Médica Americana e comparou os méritos relativos de 4 dos mais populares regimes para emagrecer. Esses regimes foram o de Atkins (regime alimentar com restrição de carboidratos), Ornish (regime nutricional com restrição de gorduras), Vigilantes do Peso (restrição nas porções e calorias) e da Zona (elevação nas proteínas e restrição de carboidratos com alto índice glicêmico).

Os pesquisadores escolheram aleatoriamente 160 voluntários obesos ou acima do peso para seguir 1 dos 4 regimes para emagrecer. Os 40 participantes de cada regime nutricional eram representativos da população americana em termos de idade, sexo, índice de massa corporal e características metabólicas. Os resultados em termos, tanto de emagrecimento, quanto de redução dos fatores de risco para doença cardíaca, foram comparados entre aqueles que regiram seu regime nutricional durante todo um ano.

Apenas metade dos voluntários conseguiu seguir os regimes alimentares mais extremos: dietas de Atkins e Ornish. Já 65% dos voluntários conseguiram completar as dietas mais moderadas e fáceis de seguir dos Vigilantes do Peso e da Zona. Tanto os voluntários que restringiram carboidratos quanto os que restringiram gordura emagreceram, uma vez que ocorreu redução das calorias totais. A conclusão foi de que o mais importante para emagrecer não era o que o tipo de regime nutricional, mas sim a capacidade de segui-lo durante todo um ano. O resultados do estudo indicaram a importância de adotar um regime de restrição de calorias que não conflite com as afinidades naturais por alimentos específicos.

“É muito importante implementar um regime que possa levar a pessoa para um padrão alimentar mais saudável depois que ele termina”, diz o Molly Kretsch, líder do programa de nutrição humana da ARS, “a chave para controle de peso a longo prazo são mudanças no estilo de vida que ajudem as pessoas a manter um peso saudável, incorporar equilíbrio de alimentos e porções adequadas, e elevação na atividade física.”

Entre aqueles que seguiram seu regime nutricional pelo ano inteiro, todos os regimes promoveram melhora de 10% na relação entre o “bom” colesterol HDL e ou “mau” colesterol LDL. Essa melhora de 10% esteve diretamente relacionada à quantidade de peso perdida e representa redução de 20% nos fatores de risco para doença cardíaca. Para cada 1% de peso perdido há redução de 2% no risco de doenças cardíacas. Adicionalmente, todos os regimes para emagrecer promoveram a diminuição dos níveis de insulina e proteína C reativa, a qual está relacionada a doenças cardíacas.





Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Calorias  
Guia da Pirâmide Alimentar
Alimentação saudável
Atividade física regular
Estilo de vida saudável
Dietas de muito baixas calorias - Dieta rápida hipocalórica de 800, 1000 e 1500
Emagrecer rápido - alerta sobre emagrecer rapidamente
Efeito Sanfona ou io-io nas dietas para emagrecer
Exercício físico - Benefícios à saúde e emagrecimento
Exercícios físicos para pessoas com obesidade
Exercício físico para emagrecer com saúde
Como fazer exercícios físicos para emagrecer
Exercícios para emagrecer - Exercício aeróbico e emagrecimento
Emagrecer rápido não é saudável
Dicas simples para ajudar a emagrecer
Plano para emagrecer
Dieta para manter o peso
Dieta para perder kg
Tabela de peso ideal pelo IMC
Programa Calorias Inteligentes de Reeducação Alimentar
Dietas saudáveis
Dietas Equilibradas
Dietas de Verão
Regime alimentar para emagrecer - Regimes de emagrecimento populares
Chás para emagrecer - Chá verde emagrece?

 

 

Lista de Dietas:
Dieta das frutas - Frutariana
Dieta de South Beach
Dieta de Atkins
Dieta Macrobiótica  
Dieta Paleolítica
Dieta do Mediterrâneo ou mediterrânea
Dieta de Atkins, o doutor tinha ou não razão?
Dieta do dr. Atkins - Riscos e benefícios
Dieta das Proteínas
Dieta da sopa
Dieta líquida
Dieta da Lua
Dieta dos pontos
Dieta vegetariana
Dieta do tipo sanguíneo
Dieta da Zona - 40-30-30
Dieta Depurativa - Desintoxicação ou desintoxicante
Dieta das combinações
Dieta hipocalórica de 800 calorias
Dieta da Linhaça para Emagrecer
Dieta da Clara de Ovo
Dieta Dukan - O que é, fases, efeitos colaterais
Dietas da moda - dieta do atum e USP
Dieta Tao - Taoísta
Dieta branda
Dieta Gracie
Dieta cetônica
Dietas sem carboidratos
Dieta das calorias negativas
Dieta dos Vigilantes do Peso
Dieta dos Pontos da USP
Dieta dash
Dieta das calorias inteligentes
Dieta de Jesus
Dieta de Sonoma
Dietas Milagrosas - Dieta da água, banana, maçã, pão, suco de limão
Dieta do Abacaxi
A Dieta do Arroz
Dieta do Abdômen
Dieta das Notas
Dieta nota 10
Dieta Ortomolecular
Dieta Natural e Alimentos Naturais
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2008, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto:
U. S. Department of Agriculture - United States Department of Agriculture