Riscos de fumar para o coração e vasos sanguíneos

Não fumar - NIDDK Image Gallery

Quais são os riscos de fumar para o coração e vasos sanguíneos

Os químicos na fumaça do tabaco danificam o coração e vasos sanguíneos de muitas formas. Por exemplo, eles:
* Espessam o sangue.

* Tornam mais difícil o transporte de oxigênio pelo sangue.

* Aumentam a pressão sanguínea e freqüência cardíaca, o que faz o coração trabalhar mais duro do que o normal.

PUBLICIDADE

* Diminuem o colesterol HDL (chamado “bom” colesterol) e eleva o colesterol LDL (chamado “mau” colesterol). Fumar também aumenta os níveis de triglicérides, um tipo de gordura encontrada no sangue.

* Perturbam os ritmos cardíacos normais.

* Danificam as paredes dos vasos sanguíneos, tornando-as duras e menos elásticas. Isso estreita os vasos sanguíneos e aumenta os danos causados por níveis altos de colesterol ruim.

* Contribuem para inflamação, o que pode provocar o acúmulo de placa de gordura nos vasos sanguíneos.

Fumar e o risco de doença cardíaca

Fumar é um dos principais fatores de risco para doença arterial coronariana. Essa é uma condição médica na qual placa se acumula dentro das artérias coronárias que suprem sangue rico em oxigênio ao músculo cardíaco.

PUBLICIDADE

Placa é feita de gordura, colesterol, cálcio e outras substâncias encontradas no sangue. Quando placa se acumula nas artérias, essa condição é chamada aterosclerose.

Placa estreita as artérias e reduz o fluxo de sangue ao músculo cardíaco. O acúmulo de placa também aumenta a probabilidade de formação de
coágulos sanguíneos nas artérias, os quais podem bloquear o fluxo sanguíneo totalmente ou parcialmente.

Com o tempo, fumar contribui para aterosclerose e aumenta significativamente o risco de ter e morrer de doença cardíaca, insuficiência cardíaca, ou ataque cardíaco.

Comparados com pessoas que não fumam, os fumantes podem ser de duas a três vezes mais propensos para ter doença cardíaca e duas vezes mais para ataque cardíaco. O risco de ter ou morrer de ataque cardíaco é ainda maior em pessoas que fumam e já têm doença cardíaca.

Para algumas pessoas, como mulheres que usam pílula anticoncepcional e diabéticos, fumar coloca ainda mais risco para o coração e vasos sanguíneos.

Fumar por si mesmo é uma dos principais fatores de riscos para doenças cardíacas. Quando combinado com outros fatores de risco (colesterol alto, pressão alta, obesidade), fumar eleva ainda mais o risco de doenças cardíacas.

Fumar qualquer quantidade, mesmo pouca ou ocasional, danifica o corpo. Pesquisas sugerem que fumar pode até anular os benefícios de outros esforços para reduzir o risco de doença cardíaca, como tomar aspirina ou medicamentos para abaixar o colesterol.

Fumar e o risco de doença arterial periférica

A doença arterial periférica é uma doença na qual placa se acumula nas artérias que levam sangue até a cabeça, órgãos e membros. Doença arterial periférica geralmente afeta as artérias que carregam sangue para as pernas

O fluxo de sangue bloqueado nas artérias da perna causa câimbra, dor, fraqueza e/ou torpor no quadril, coxas, e pernas. O fluxo sanguíneo bloqueado também eleva o risco de ter infecções no membro afetado. Pode tornar difícil para o corpo lutar contra infecções.

Se o bloqueio do fluxo sanguíneo for severo o suficiente, pode ocorrer gangrena (morte de tecido). Em casos muito sérios, isso pode ocasionar amputação da perna.

Se você tem doença arterial periférica, seu risco de doença cardíaca e ataque cardíaco é de seis a sete vezes maior. Fumar é um dos principais fatores de risco para doença arterial periférica. O risco para doença arterial periférica é quatro vezes maior se fumar ou tiver histórico de fumante.

Fumar, mesmo um ou dois cigarros por dia, pode interferir com os tratamentos para doença arterial periférica. Pessoas que fumam e têm diabetes são as que possuem maior risco para complicações decorrentes de doença arterial periférica, incluindo gangrena na perna.

Riscos do fumo passivo para o coração e vasos sanguíneos

O fumo passivo é aquele no qual a pessoa que não fuma inala fumaça de quem está fumando. Fumo passivo contém muitos dos mesmos químicos que as pessoas inalam quando fumam. Ele danifica o coração e vasos sanguíneos das mesmas maneiras que o fumo ativo. Fumo passivo aumenta bastante o risco de ataque cardíaco e morte.

Saiba mais:
Fumo de cigarro e doença cardíaca
Tabagismo e problemas de saúde
Dependência Química
Maconha - Danos de fumar
Fumo passivo e problemas de saúde
Dicas para parar de fumar
Remédios para parar de fumar e repositores de nicotina
Doença Arterial Periférica nas Pernas
Doença arterial obstrutiva periférica - Causas e fatores de risco
Gangrena - O que é, causas, sintomas, tratamento, tipos seca, úmida e gasosa
Doença arterial periférica - Prevenção
Aterosclerose - Causas e fatores de risco
Coagulação Sanguínea Excessiva - O que é, Causas e Tratamento
Sinais e Sintomas de Coágulos Sanguíneos - Hipercoagulação do Sangue
Proteja seu coração: medidas para reduzir seu risco cardíaco
Como largar o fumo


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:



Créditos:
Tradução: copyright © 2011 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: National Heart Lung and Blood Institute