Copacabana Runners

Saliva e cáries
Pouca saliva faz aumentar número de cáries

Um dos fatores diretamente associados ao aumento de cáries é o baixo fluxo de saliva. Essa relação acaba de ser comprovada em um estudo realizado na Universidade de Brasília (UnB) por Soraya Leal, professora do Departamento de Odontologia (ODT) da instituição.

“A literatura científica mundial demonstra uma certa inconclusão sobre a relação da saliva com as cáries”, disse Soraya à Agencia FAPESP. “Por conta disso, resolvemos mostrar essa relação na prática, por meio de análises laboratoriais em 60 crianças”, explica. Das 35 crianças que não tinham cárie, todas apresentavam fluxo salivar entre normal e alto. Em contrapartida, as outras 25 que tinham dentes cariados apresentaram pouca saliva.

Os pesquisadores fizeram ainda uma revisão sistemática, por meio de bancos de dados na internet, de artigos sobre o assunto publicados em revistas científicas internacionais. “Com base em 70 trabalhos científicos concluímos que a probabilidade de o indivíduo apresentar cárie é bem maior quando a produção de saliva é menor do que 1 mililitro por minuto”, afirmou Soraya.

O estudo da UnB também verificou a relação da cárie com o pH da saliva. Nas crianças que apresentavam pH salivar neutro, entre 6 e 7, o problema não foi identificado. Entretanto, as cáries foram mais freqüentes em crianças que apresentavam uma saliva mais ácida, com pH menor que 5.

Soraya explica que para manter estável o fluxo de saliva na boca e evitar o Streptococcus mutans, bactéria causadora das cáries, o indivíduo precisa ingerir bastante água. Outra opção é a ingestão de alimentos sólidos. Como mastigá-los requer um esforço maior das glândulas salivares, a produção de saliva acaba aumentando.

“Existem alimentos, no entanto, que fazem com que o Streptococcus mutans prolifere bem mais rápido. E como a maior parte das pessoas já sabe, o açúcar é o grande vilão das cáries”, alerta a pesquisadora. Segundo ela, por ser um componente natural da boca, a saliva é o primeiro defensor contra a cárie, devido às suas propriedades antimicrobianas. "Se o fluxo salivar cai, o pH também diminui. E o pH da saliva é responsável pelo controle dos minerais do dente." 
Fonte: Thiago Romero Agencia Fapesp, 10/08/2006.




 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Artigos sobre odontologia:
Estética dental
Dentes escuros - causas do dente escuro e como clarear
Influência alimentar na formação e saúde dos dentes
Arma natural contra cáries - Alecrim do campo e cárie
Mau hálito - halitose
Clareamento dental - Dentes brancos
Dente do siso - o que são esses dentes? Deve-se fazer extração?
Higiene Bucal
Placa bacteriana e Tártaro
Escovar os dentes - Escova de dente
Alimentação e saúde dental
Implante dental
Periodontite e Gengivite - Doença periodontal e inflamação na gengiva
Doença periodontal - Sintomas, diagnóstico e tratamento
Doença periodontal - Gengivite e periodontite
Gengivite
Dentaduras - Problemas comuns, dentadura sobre implante e solta
Pasta de dente - pastas
Boca Seca - O que é, causas e tratamento
Boca Seca - Xerostomia
Fio Dental
Terapia com flúor para os dentes
Câncer de boca
Açaí contra placas dentárias
Placa dental ou bacteriana
Tártaro
Ortodontia
Glossite - Sintomas, causas, tratamento e prevenção da inflamação ou infecção na língua
AIDS, vírus HIV e problemas na boca
Câncer oral - de boca ou faringe
Afta - Estomatite aftóide, causas de aftas e tratamento

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar: