Copacabana Runners

Quais são os risco de ter um stent

Coração - Mikael Häggström, domínio público

Riscos do stent relacionados à angioplastia

A angioplastia, procedimento usado para colocar stent, tem um pequeno risco de complicações sérias, como:

* Sangramento no local onde o cateter foi inserido dentro da pele.

* Danos aos vasos sanguíneos pelo cateter.

* Arritmias.

* Dano aos rins causado pelo pigmento usado durante o procedimento.

* Reação alérgica ao pigmento usado durante o procedimento.

* Infecção.

Outro problema depois da angioplastia é muito crescimento de tecido dentro da porção tratada da artéria. Isso pode fazer com que a artéria se estreite ou feche novamente. Esse problema é freqüentemente evitado com o uso de stent cobertos com medicamentos que ajudam a prevenir o crescimento de muito tecido. Tratar o tecido ao redor do stent com radiação também ajuda a prevenir o crescimento. 

Riscos relacionados ao stent

Em torno de 1 a 2% das pessoas que colocam stent na artéria desenvolvem coágulo sanguíneo no local. Coágulo sanguíneo pode causar ataque cardíaco, AVC, ou outros problemas sérios.

O risco de coágulo sanguíneo é maior durante os primeiros meses depois da colocação do stent na artéria. O médico provavelmente recomendará que o paciente tome aspirina ou outro medicamento anticoagulante por de um mês a um ano ou mais depois da colocação do stent. O período de tempo que o paciente precisa tomar anticoagulante depende do tipo de stent que recebeu. O médico pode recomendar o uso de aspirina por toda a vida.

Stent coberto por medicamento, o qual é freqüentemente usado para manter a artéria aberta, pode elevar o risco para coágulos sanguíneos perigosos. Porém, não há evidência conclusiva de que esse tipo de stent aumente a chance de ter ataque cardíaco ou morrer se usado corretamente.

Riscos relacionados ao stent na aorta na região do abdômen

Embora raras, algumas poucas complicações sérias podem ocorrer quando stent de tecido de poliéster é usado para reparar aneurisma na região abdominal da aorta. Essas complicação incluem:
* Rompimento da artéria (ruptura do aneurisma).
* Fluxo sanguíneo bloqueado do estômago para a parte inferior do corpo.
* Paralisia das pernas decorrente da interrupção do fluxo sanguíneo à medula espinhal. Essa complicação é muito rara.

Outra possível complicação é que o stent se mova na aorta. Isso algumas vezes acontece anos depois da colocação do stent. Quando isso ocorre, pode ser necessária a colocação de outro stent na área do aneurisma.

Saiba mais:
Stent cardíaco
Stent coronário, nas artérias carótidas e aorta
Angioplastia coronária
Ultrassom de Carótidas
Colesterol alto e doença cardíaca
Pressão alta ou hipertensão arterial
Angiografia coronária
Cateterismo Cardíaco
Doenças cardiovasculares
Doença arterial coronariana
AVC - Acidente Vascular Cerebral ou Derrame
Aterosclerose
Doença das artérias carótidas - Tratamento com endarterectomia carotídea e angioplastia carótida
Doenças cardíacas - Prevenção de doença cardíaca e seus tipos





 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: copyright © 2011 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: National Heart, Lung and Blood Institute (NHLBI)