Copacabana Runners

Teste Ergométrico e a Fórmula

Quando a gente pode manter uma determinada atividade por longo tempo, significa termos uma boa capacidade aeróbia que também por métodos diretos e indiretos pode ser medida. Os valores são expressos em Volume Máximo de Oxigênio que um indivíduo consome em um determinado período, VO2 Máximo. O método direto é feito em recinto equipado com cicloergômetro ou esteira ergométrica com espirômetro adaptado que mede o ar inalado e exalado dos pulmões do avaliado. Essa capacidade aeróbia também é importante no dia a dia das pessoas. Dela depende o bom desempenho no trabalho. Ou seja, o sujeito bem condicionado chega em casa menos cansado depois de um dia de trabalho. 

Em princípio, o teste ergométrico serve para avaliar o seu real condicionamento cardiovascular, prever uma possível doença arterial coronariana e ainda por métodos diretos e indiretos medir o consumo máximo de oxigênio (VO²). 

Basicamente são conhecidos dois tipos de ergômetros: a bicicleta ergométrica e a esteira rolante. Vários estudiosos criaram ao longo dos anos protocolos adequados a cada tipo de pessoa a ser avaliada. Todos começam com exercício de baixa intensidade e progressivamente vai-se aumentando o esforço. 

O ergômetro mais comum e mais fidedigno, segundo a maioria dos fisiologistas, é a esteira rolante porque nela o indivíduo movimenta maior massa muscular, usa um tipo de exercício mais comum à população (andar, correr) e atinge-se com mais facilidade uma frequência cardíaca máxima desejada. Na bicicleta ergométrica, com exceção dos ciclistas, há uma grande facilidade de fadiga precoce do quadríceps (músculos da coxa), sem que o testado tenha atingido a frequência cardíaca alvo e tão pouco o VO² máximo.

De um modo geral em qualquer protocolo escolhido a maioria dos avaliadores limitam o teste a 85 % da frequência cardíaca máxima extraída da fórmula 220-Idade. Cooper entre outros médicos ligados à Medicina Esportiva afirma que testes com essa limitação ou submáximos deixam de detectar até 39% das desordens cardíacas reveladas somente numa avaliação máxima de esforço. Na opinião dele, a qual concordo plenamente, todas as pessoas, independente do nível de condicionamento, deveriam ser incentivadas ao teste máximo, e não apenas os atletas. Cooper nos seus relatórios revela que em mais de 70000 testes de desempenho máximo nunca teve um caso de morte em teste de esforço. 

Cá entre nós. O que adianta as pessoas serem avaliadas com certas limitações teóricas se no dia a dia vivencia-se situações de máximo esforço cardíaco ou elevação rápida de freqüência cardíaca? Se você mora numa servidão inclinada com uma boa escadaria observe. Algumas pessoas sobem mais depressa que outras, né? Elas mesmas fazem naturalmente suas paradinhas conforme seu grau de condicionamento. E aquela corridinha para pegar o ônibus que está saindo do ponto? Ufa! O "coração vem na boca". O sinal está fechando... Corre, corre, se não esses motoristas mal educados atropelam a gente! E aquele chefe chato? Brigou com o namorado(a)?... E os filhos? Às vezes deixam a gente com o coração na mão... 

Vale lembrar entretanto que segundo o Colégio Americano de Medicina Esportiva, os testes ergométricos usando protocolos visando Freqüência Cardíaca Máxima deve ser assistido por médico cardiologista com experiência e equipado para uma possível fibrilação ventricular ou qualquer outra alteração cardíaca de emergência. Muito antes que um imprevisto possa ocorrer outros sinais de desordens cardiovasculares já alertam o médico para a suspensão do teste. Como por exemplo a pressão arterial diastólica (o número menor) subir ou a sistólica (o número maior) chegar a 230 mm Hg (23). 

A prescrição mais atualizada de exercícios, deve ser calcada em Freqüêcia Cardíaca Máxima atingida nesses testes ergométricos e não a teórica de 220 - Idade que vem sendo bastante questionada em vários artigos científicos. Essa fórmula deve ser usada na falta de outros dados fisiológicos mais confiáveis. Quem não tem cão... 

Outro fato interessante é que a fórmula 220 - Idade tem sido atribuída a Karvonen que tem muitos trabalhos científicos publicados, mas nesse caso específico, a autoria não é dele. O Journal of Exercise Physiology Volume 5 Number 2 May 2002 tráz a história desta fórmula.

Portanto, ao prescrever treinamento é preciso dados mais confiáveis do que simplesmente usar a fórmula 220-Idade.




Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Artigos relacionados:
VO2 Máximo, esteira ergométrica, Hiperplasia muscular
massa muscular,
freqüência cardíaca, Pressão baixa ou hipotensão - Tratamento e como controlar
Pressão baixa ou hipotensão
Exercício físico - Riscos e benefícios para o coração
Combata a Hipertensão de Forma Segura e Sem Medicação
Métodos de medida da pressão arterial
pressão arterial
Teste de Esforço
Eletrocardiograma
Stent - Riscos
Doença das artérias carótidas - Tratamento com endarterectomia carotídea e angioplastia carótida
Stent coronário, nas artérias carótidas e aorta
Stent cardíaco
Angioplastia coronária
Coração do atleta pode ser confundido com coração doente
Tetralogia de Fallot
Sopro no Coração ou Cardíaco
Angiografia coronária
Cateterismo Cardíaco
Triglicerídeos e colesterol total
Tipos de colesterol
Colesterol baixo
Colesterol VLDL
Pressão alta - Sintomas, diagnóstico e tratamento
Pressão alta - causas, prevenção e fatores de risco
Hipertensão, colesterol, doenças cardiovasculares e como baixar a pressão
Correr para benefícios cardiovasculares
Vasculite - O que é
Vasculite - Tratamento e causas
Vasculite - Sintomas e sinais
Doenças cardíacas - Prevenção de doença cardíaca e seus tipos
Doenças cardiovasculares
Doença das artérias coronárias e ataque cardíaco em mulheres - Fatores de risco
Doenças cardíacas em mulheres - Síndrome do coração partido, doença da microvasculatura coronariana
Síndrome metabólica - Tratamento
Síndrome metabólica - Causas, sinais e sintomas
Síndrome metabólica
Doença arterial coronariana - Diagnóstico
Doença arterial coronariana - Tratamento
Doença arterial coronariana - Sinais e Sintomas
Doença arterial coronariana - Causas
Doença arterial coronariana
Doença das artérias coronárias
AVC - Acidente Vascular Cerebral ou Derrame
AVC - Prevenção e diagnóstico do acidente vascular cerebral ou derrame
Fatores de risco, sinais e sintomas de um AVC ou derrame cerebral
Acidente vascular encefálico (AVE) - O que é, tipos, sintomas, tratamento
Tratamento do AVC - Acidente vascular cerebral ou derrame
Parada cárdio-respiratória ou cardíaca
Parada cardíaca - causas
Sintomas e diagnóstico de parada cardíaca
Tratamento da parada cardíaca - Primeiros socorros com massagem cardíaca e desfibrilador
Prevenção de parada cardíaca
Colesterol alto - Diagnóstico
Colesterol alto - Sintomas e causas
Sintomas e Diagnóstico do Colesterol Alto
Colesterol - O que é
Colesterol
Choque cardiogênico - Tratamento
Choque cardiogênico - Sintomas e prevenção
Choque cardiogênico - Causas
Choque cardiogênico - O que é, sinais e sintomas
Reabilitação cardíaca - Novos tempos
Reabilitação cardíaca
Ataque cardíaco - O que é, sintomas, prognóstico
Causas do ataque cardíaco e prevenção
Sintomas de ataque cardíaco
Diagnóstico e tratamento do ataque cardíaco
A vida depois do ataque cardíaco - Pacientes cardíacos
Aterosclerose - Causas e fatores de risco
Aterosclerose - Tratamento
Aterosclerose - Diagnóstico
Aterosclerose - Sintomas
Doença arterial obstrutiva periférica - Causas e fatores de risco
Gangrena - O que é, causas, sintomas, tratamento, tipos seca, úmida e gasosa
Doença arterial periférica - Prevenção
Doença arterial periférica - Tratamento
Doença arterial periférica - Sintomas
Doença Arterial Periférica nas Pernas
Arteriosclerose cerebral
Aterosclerose
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Tratamento
Horóscopo do candidato a enfartado
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Diagnóstico
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Causas e fatores de risco
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Sintomas
Sibutramina e risco de infarto
Angina - O que é, tratamentos
Cardiomiopatia dilatada, hipertrófica e restritiva
Taquicardia - Tipos de taquicardias
Monitor Holter ECG 24h e de eventos - Arritmias
Bloqueio cardíaco - Sinais, sintomas, diagnóstico, tratamento
Bloqueio cardíaco congênito e adquirido - Causas dessa arritmia
Bloqueio cardíaco - O que é essa arritmia e seus tipos
Marcapasso - Como funciona e troca da bateria
Marcapasso cardíaco provisório e definitivo - O que é
Vivendo com marcapasso
Cirurgia para a colocação de marcapasso
Palpitação cardíaca - Tratamento e diagnóstico
Palpitação cardíaca - Sintomas
Palpitação cardíaca - Causas
Palpitação no coração
Síndrome do QT longo - Tratamento
Síndrome do QT longo - Sintomas e diagnóstico
Síndrome do QT longo - O que é
Fibrilação atrial - Sintomas e tratamento
Fibrilação atrial - Causas
Fibrilação atrial - O que é
Ablação por cateter
Arritmia Cardíaca
Taquicardia
Bradicardia
Displasia Fibromuscular
Isquemia cerebral
Derrame cerebral - Acidente vascular cerebral - AVC
Radiografia médica - Usos, riscos e benefícios do raio-x
Tomografia Computadorizada
Ultrasom Terapêutico e Fisioterapia
Ultra-sonografia
Endocardite infecciosa - Causas
Endocardite infecciosa - Sintomas e diagnóstico
Endocardite infecciosa - Tratamento e prevenção
Endocardite infecciosa - Complicações
Valvulopatia - Sintomas, tratamento e prevenção
Valvulopatia - Causas de doença das válvulas cardíacas
Valvulopatia - Doença de válvulas cardíacas
Prolapso da válvula mitral - Tratamento
Prolapso da válvula mitral - Sintomas
Prolapso da válvula mitral - O que é
Miocardite - O que é, sintomas, causas, tratamento
Pericardite - Causas
Pericardite - Sintomas
Pericardite - Diagnóstico
Pericardite - Tratamento
Pericardite - O que é, aguda e crônica
Ressonância magnética cardíaca
Ressonância magnética
Cirurgia Cardíaca
Cirurgia das coronárias - Ponte de safena, ponte mamária
Correr na Esteira ou na Rua
Check-up médico para a mulher

Créditos:
Texto copyright © 2002 por Luiz Carlos de Moraes CREF/1 RJ 003529
lcmoraes@petrobras.com.br | lcmoraes@compuland.com.br  
Leia mais artigos sobre esporte e saúde no site Notícias do Corpo

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar: