Toque retal e psa da próstata - Exames médicos para problemas de próstata

Médico conversando com paciente - CDC

Problemas mais comuns na próstata

Os problemas mais comuns de próstata em homens com menos de 50 anos são inflamação ou infecção, a qual é chamada prostatite

O aumento do tamanho da próstata é outro problema comum. Uma vez que a próstata normalmente continua a crescer à medida que o homem amadurece, o aumento do tamanho da próstata, também chamado hiperplasia prostática benigna, é o problema mais comum de próstata em homens acima dos 50 anos de idade. Homens mais idosos também têm risco de câncer de próstata também, porém ele é muito menos comum que a hiperplasia prostática benigna.

PUBLICIDADE

Algumas vezes, diferentes problemas na próstata têm sintomas simulares. Por exemplo, um homem com prostatite e outro com hiperplasia prostática benigna podem ter necessidade urgente freqüente de urinar. Já outro homem com hiperplasia prostática benigna pode ter sintomas diferentes. Por exemplo, um homem pode ter problema para começar o jato de urina, enquanto outro pode ter que urinar freqüentemente à noite. Uma pessoa nos primeiros estágios de câncer de próstata pode não apresentar nenhum sintoma. Essa gama confusa de sintomas torna testes como o toque retal e psa da próstata muito importantes. Diagnosticar o problema de próstata pode requerer uma série de testes.

Preparação para os exames do toque retal e psa da próstata

Os testes mais comuns feitos primeiramente não requerem preparação especial. O exame do toque retal e teste de sangue psa da próstata são freqüentemente incluídos nos testes de rotina para homens acima dos 50 anos de idade. Para homens com histórico familiar de câncer de próstata ou de ascendência negra é recomendado que esses testes comecem aos 40 anos de idade. Algumas organizações recomendam o exame do toque retal e psa da próstata para todos os homens começando aos 40 anos de idade.

Se o homem tiver problemas para urinar, ou se o exame do toque retal ou psa da próstata indicarem que ele pode ter um problema, provavelmente serão feitos testes adicionais que requerem alguma preparação.

PUBLICIDADE

Exame do toque retal

O exame do toque retal é geralmente o primeiro a ser feito. Muitos médicos empregam o exame do toque retal como rotina para homens acima dos 50 anos de idade, alguns até aos 40 anos, tenham eles problemas urinários ou não.

Para o exame do toque retal o homem deve curvar-se sobre uma mesa ou deitar de lado segurando os joelhos perto do peito. O médico insere um dedo com luva lubrificada dentro do reto e sente a parte da próstata que está ao seu lado. O homem pode achar o exame do toque retal um pouco desconfortável, porém ele é muito rápido.

O exame do toque retal informa ao médico se a próstata apresenta inchaços, irregularidades, pontos macios ou duros que necessitam de exames adicionais. Se houver suspeita de infecção na próstata, o médico pode massageá-la durante o exame do toque retal para obter fluidos para serem examinados sob microscópio.

Teste de sangue psa da próstata

Para eliminar a possibilidade de câncer de próstata o médico pode pedir um teste de sangue psa. A quantidade de psa, uma proteína fabricada por células da próstata, é freqüentemente alta em homens com câncer de próstata. Porém, muito ainda se desconhece sobre como interpretar o exame psa da próstata, sua capacidade de discriminar entre câncer e condições benignas na próstata, e a melhor curso de ação se o psa for alto.

Uma vez que muitas perguntas não estão respondidas, a magnitude relativa dos potenciais riscos e benefícios do exame psa de próstata ainda é desconhecida. Quando adicionado ao exame de toque retal, o psa da próstata melhora a detecção. Porém, exames psa da próstata são conhecidos por ter taxas relativamente altas de falso positivo e podem detectar um grande número de tumores medicamente insignificantes.

O exame psa da próstata começou a ser usado nos anos 80 e seu uso ocasionou um aumento na detecção de câncer de próstata e mortes decorrentes. 

Exame psa da próstata está sendo estudado para verificar se o seu uso rotineiro pode diminuir o risco de morrer de câncer de próstata. Até uma resposta definitiva, médicos e pacientes devem pesar os benefícios do exame psa da próstata contra os riscos dos exames posteriores e tratamentos para câncer. Os procedimentos usados para para diagnosticar câncer de próstata pode causar efeitos colaterais significativos, incluindo sangramento e infecção. Tratamento para câncer de próstata freqüentemente causa disfunção erétil, ou impotência sexual, e pode ocasionar incontinência urinária.

Os outros exames para diagnóstico de problemas na próstata são urianálise, ultra-som, biópsia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, testes urodinâmicos, pielograma intravenoso e cistoscopia.

Saiba mais:
Câncer de próstata - Sintomas, tumores benignos e malignos
Tamanho da próstata e sua função
Prostatite crônica e aguda
Aumento de próstata - Tratamento com laser
Câncer de próstata - Tratamento
Próstata e problemas urinários
Andropausa - alterações sexuais do homem idoso
Próstata e alimentação - Problemas, doenças, prostatite, câncer
Alimentação no combate ao câncer de próstata
Colesterol e câncer de próstata
Prostatite


PUBLICIDADE




 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2009 Helio Augusto F. Fontes
Texto: National Kidney and Urologic Diseases Information Clearinghouse