Copacabana Runners

Tuberculose pulmonar, ganglionar e pleural

O que é tuberculose

A tuberculose é uma infecção comum, e muitas vezes fatal, causada por várias espécies de micobactérias, geralmente a Mycobacterium tuberculosis. A tuberculose geralmente afeta o pulmão, sendo chamada de tuberculose pulmonar. Entretanto ela também pode afetar outras partes do corpo, como nos casos de tuberculose ganglionar e pleural. Tuberculose se espalha pelo ar quando a pessoa que tem a doença ativa tosse, espirra ou cospe. A maioria das infecções em humanos é assintomática e latente. Porém, em torno de 10% das infecções latentes eventualmente progridem para doença ativa, a qual se não tratada é fatal em 50% das vítimas.

Sintomas da tuberculose pulmonar

Quando a doença fica ativa, 75% dos casos são de tuberculose pulmonar. Os sintomas da tuberculose pulmonar incluem dor no peito, tosse com sangue, e tosse produtiva prolongada por mais de 2 semanas. Os sintomas sistêmicos incluem febre, calafrios, sudorese noturna, perda de apetite, perda de peso, palidez e freqüentemente a tendência de cansar muito rapidamente.

Sintomas da tuberculose ganglionar, pleural e em outras partes do corpo

Em torno de 25% dos casos ativos, a tuberculose espalha dos pulmões para outras partes do corpo, causando outros tipos de sintomas. Isso ocorre mais comumente em pessoas com sistema imunológico enfraquecido e crianças pequenas. As infecções em outras partes do corpo incluem a pleura na tuberculose pleural, sistema nervoso central na meningite, glânglios linfáticos na tuberculose ganglionar, sistema gênito-urinário na tuberculose urogenital, e ossos e articulações no mal de Pott ou tuberculose vertebral. Uma forma especialmente grave é a tuberculose disseminada. A tuberculose extra-pulmonar pode coexistir com a tuberculose pulmonar.

Transmissão da tuberculose

Quando a pessoa sofrendo de pneumonia pulmonar ativa tossir, espirrar, falar ou cospir, ela expele gotículas aerossóis infecciosas. Um único espirro pode liberar até 40 mil gotículas. Cada uma dessas gotículas pode transmitir a tuberculose, uma vez que a dose infecciosa da doença é muito baixa e inalar menos que dez bactérias já poderia causar uma infecção.

Pessoas com contato prolongado intenso ou freqüente com alguém com pneumonia pulmonar ativa têm alto risco de ficarem infectadas, com taxa de infecção estimada de 22%. Um indivíduo com tuberculose ativa mas não tratada pode infectar de 10 a 15 pessoas por ano. A transmissão da tuberculose somente ocorre por pessoas com a doença ativa, não latente. Desta forma, a cadeia de transmissão pode ser quebrada isolando pacientes com a tuberculose ativa e começando tratamento contra a doença. Depois de duas semanas de tratamento, pessoas com tuberculose ativa não-resistente geralmente param de ser contagiosas. A tuberculose também pode ser transmitida ao comer carne infectada.

Patogênese da tuberculose

Em torno de 90% das pessoas infectadas com tuberculose têm infecção latente assintomática. Há somente 10% de probabilidade que uma tuberculose latente torne ativa durante a vida da pessoa. Porém, se não tratada, a taxa de mortalidade para tuberculose ativa é bastante alta. 

A infecção por tuberculose começa quando a micobactéria alcança os alvéolos pulmonares, onde invadem e replicam. As bactérias são captadas por células dendríticas, que não permitem a replicação, embora possam transportar a bacilos a gânglios linfáticos. Alastramento avançado é pela corrente sanguínea para outros órgãos e tecidos onde lesões secundárias podem ocorrer em outras partes do pulmão, gânglios linfáticos (tuberculose ganglionar), rins, cérebro, e ossos. Todas as partes do corpo podem ser afetadas pela doença, embora ela raramente afete o coração, músculos esqueléticos, pâncreas e tireóide.

Diagnóstico da tuberculose

O diagnóstico se baseia em radiologia, teste de pele para tuberculose, testes de sangue, exame microscópico e cultura de fluidos corporais.

Tratamento da tuberculose

O tratamento da tuberculose é difícil e requer longo uso de múltiplos antibióticos. As pessoas que tiveram contato com o paciente também devem ser avaliadas e receber tratamento se necessário. Resistência a antibiótico é um problema em tuberculose multi-resistente a medicamentos.


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:




Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus

Artigos relacionados:
Tuberculose - Sintomas
Tuberculose - Tratamento
Tuberculose - Causa e infecção
Asma - Sintomas
Tratamento de asma para crianças
Asma - Tratamento
Bronquiolite - Causas, diagnóstico e tratamento
Bronquite - Sintomas, sinais e diagnóstico
Bronquite - Tratamento e prevenção
Vilão da Asma
Bronquite e Exercícios Físicos
Vacinas - Vacina conta Influenza, Anti-pneumocócica, Hepatite
Corrida e poluição
Asma - Causas do ataque, diagnóstico, tratamento
Resfriado Comum - Informações sobre Resfriados
Sintomas e diagnóstico da insuficiência cardíaca
Os perigos do beijo na boca - Gengivite, AIDS, cárie, herpes
Derrame Pleural - O que é, diagnóstico, tratamento
Câncer Pulmonar - Tratamento
Câncer Pulmonar - Sintomas e Diagnóstico
Câncer Pulmonar - O que é, tipos, causas e prevenção
Câncer de Pulmão
Meningite viral e bacteriana
Histoplasmose
Tuberculose - O que é, transmissão, tratamento
Pneumonia - Prevenção e vacina
Pneumonia - Tratamento
Pneumonia - Diagnóstico
Pneumonia - Sintomas
Pneumonia - Causas
Pneumonia - Tipos
Pneumonia - O que é, grupos de risco, crianças e idosos
Pneumonia pneumocócica
Pneumonia
Vacina anti-fumo é promissora
Como parar de fumar e não engordar
Mononucleose - Doença do beijo
Doenças respiratórias - Sintomas, diagnóstico, tratamento e tipos
Embolia pulmonar
Tabagismo e problemas de saúde
Dependência Química
Maconha - Danos de fumar
Fumo passivo e problemas de saúde
Dicas para parar de fumar
Remédios para parar de fumar e repositores de nicotina
Falta de ar ou dispnéia
Doença pulmonar obstrutiva crônica - Tratamento
Doença pulmonar obstrutiva crônica - Sintomas, sinais e diagnóstico
Doença pulmonar obstrutiva crônica - Causas e fatores de risco
Doença pulmonar obstrutiva crônica
Enfisema pulmonar
Sepse - Neonatal, sintomas, tratamento e choque séptico
Poluição do ar - Poluição atmosférica e problemas de saúde
Azia e doença do refluxo gastroesofágico
Tosse seca ou produtiva, noturna ou diurna - Tratamento
Tosse - Qual é o remédio?
Lavar as mãos
Ânsia de vômito e corrida
Vômito e Náusea
Diarréia
Bronquite Aguda e Crônica
Apnéia do sono 
Estresse
Stress
Asma - Prevenção e causas
Antibióticos

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2010, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Este artigo está licenciado sob a GNU Free Documentation License (www.gnu.org/copyleft/fdl.html). Usa material do artigo da Wikipédia "Pulmonary_tuberculosis" (en.wikipedia.org/wiki/Pulmonary_tuberculosis).