Copacabana Runners

Vitaminas - Vitamina A, B, C, D, E, K, beta-caroteno

Frutas e vegetais - National Cancer Institute Image Gallery

O que são vitaminas?

Vitaminas são substâncias necessárias para o metabolismo no organismo, mas que não podem ser produzidas em nosso corpo. Assim, elas são obtidas através de alimentos, bebidas ou suplementos vitamínicos. As exceções são a vitamina D, que é sintetizada no organismo em uma escala limitada, e as vitaminas B12 e K, as quais são sintetizadas pela flora bacteriana no intestino. Sem as vitaminas as reações metabólicas em nosso organismo ficariam tão lentas que não seriam efetivas. 

Algumas vitaminas (C, E, A) também tem papel antioxidante diminuindo a ação nociva dos radicais livres, como veremos a seguir. 

Atletas devem prestar atenção no consumo de B1, B2 e niacina. Enquanto trabalham, os músculos produzem uma substância, o ácido pirúvico, que sem a vitamina B1 , transforma-se em ácido láctico. As vitaminas B2 e niacina agem na obtenção de energia em exercícios de baixa intensidade e longa duração. Corredores também devem ficar atentos à ingestão de vitaminas antioxidantes (C, E e beta-caroteno), pois seu organismo tende a produzir mais radicais livres.

Ingerimos vitaminas nas quantidades ideais?

O estilo de vida moderno contribui em muito para que não que nosso organismo não tenha a quantidade ideal de vitaminas (clique aqui para pesquisar preços de vitaminas). No corre-corre do dia a dia não nos alimentamos corretamente e o estresse provoca uma descarga de hormônios que atrapalham a ação das vitaminas.

Além disso, a própria preparação dos alimentos faz com que eles percam nutrientes e as vitaminas são sensíveis a  alterações de calor, umidade, luz, presença de oxigênio, deficiências do armazenamento.

Já a vitamina C e o complexo B, que são hidrossolúveis (se diluem na água), perdem-se pelo vapor ou pela própria água do cozimento.

Segundo o Dr. Keneth Cooper o melhor meio de cozimento para preservar as vitaminas antioxidantes dos alimentos são : forno de microondas, vapor e refogamento.

Cooper aconselha o cozimento brando a vapor, ou com pequena quantidade d'água, para alimentos com elevado teor de beta-caroteno (precursor da vitamina A) como cenouras, batata doce, brócolis e espinafre. Somente 1% do beta-caroteno da cenoura é utilizado pelo corpo, entretanto um cozimento brando pode aumentar a absorção ao auxiliar a digestão.

Com relação à vitamina C, estudos mostraram que 27-62% desta vitamina no brócolis são perdidos quando fervidos em grandes quantidades de água. Em compensação, perde-se apenas 10-20% durante o cozimento em microondas. Já a vitamina E pode se degradar ou ser destruída durante o processo de fritura.

Que quantidade de vitaminas devemos ingerir?

Este é um tem muito polêmico, pois alguns pesquisadores de renome recomendam megadoses vitamínicas para combater os radicais livres. A maior parte dos médicos e nutricionistas segue as recomendações de quantidades diárias de vitaminas (RDA) do departamento de agricultura do governo americano (U. S. Department of Agriculture). Para saber quais alimentos são as principais fontes de vitaminas e a quantidade ideal de ingestão, visite www.usda.gov

Entretanto as superdoses de algumas vitaminas têm o aval de nomes como o cientista americano Linus Pauling, Prêmio Nobel de Química em 1954 (e da Paz oito anos mais tarde). Pauling se auto prescreveu 10 gramas diários de vitamina C, equivalentes a duzentos copos de suco de laranja. Outro adepto das mega-doses é o Dr. Kenneth Cooper que recomenda um coquetel antioxidante diário a base de vitaminas.

O beta-caroteno é uma espécie de vitamina A desmontada que o corpo só monta quando tem necessidade. Senão, elimina suas sobras, o que não faz com a vitamina A que é altamente tóxica. Por isso, cuidado para não adquirir suplementos de vitamina A, mas sim de beta-caroteno.

Na verdade, é nebulosa a área entre o necessário à saúde e os excessos nocivos. Os adversários das megadoses argumentam que o corpo humano não precisava mais do que poucos miligramas de vitamina C por dia, sendo o excesso eliminado pela urina.

O médico americano Stephen Lawson, diretor do Instituto Linus Pauling de Pesquisas, rebate dizendo que a vitamina C leva seis horas até ser eliminada, de modo que durante esse período ela fica ativa, circulando pelo sangue. Sendo assim a melhor estratégia ao se tomar suplemento de vitamina C é fracionar a ingestão em doses menores ao longo do dia.

O Instituto Nacional do Saúde, nos Estados Unidos, revelou que o hábito de comer vegetais ricos em vitamina C diminui 13% o risco de enfartes. Se esse bom hábito for  somado a comprimidos da mesma vitamina, a incidência despenca 37%. Não se sabe a dose extra exata para se obter esse efeito preventivo. Mas a dúvida não apaga o fato: 37% menos chance de se morrer do coração.

Com relação à vitamina E, Liz Applegate , nutricionista consultora da Runner's World, lembra que vários estudos já demonstraram que a ingestão diária de 400 UI protege os atletas dos danos oxidativos provocados pelo treinamento de longa distância. Como nutricionista ela adoraria afirmar que é possível obter 400 UI pela alimentação mas reconhece que isto é muito difícil.

Antes de decidir entrar em um programa de suplementação vitamínica, leia abaixo sobre os possíveis efeitos colaterais e consulte o seu médico.

Que efeitos colaterais altas doses de vitaminas podem acarretar?

Segundo o Dr. Kenneth Cooper a maioria dos que seguem a sua tabela de suplementação vitamínica não se queixa de efeitos colaterais. Entretanto deve-se ficar atento para possíveis reações adversas.

A suplementação de vitamina E não é recomendada para pacientes que estejam recebendo terapia anti-coagulante, como aqueles com problemas cardíacos. Se está fazendo uso de medicamentos como Coumadin ou aspirina, não utilize suplementos de vitamina E antes de consultar seu médico. A vitamina E, sendo também um anticoagulante, pode exacerbar o efeito anticoagulante no sangue.

A vitamina C em altas doses pode causar diarréia. Pessoas com história de cálculos renais também devem ter cautela ao utilizar suplementos de vitamina C. Outros possíveis efeitos colaterais desta vitamina são dores abdominais, cólicas, náuseas, azia, dor de cabeça, sangramento nasal, rubor facial e mucosa seca. Eu, por exemplo, passei a seguir a recomendação do Dr. Cooper de 3 gramas de vitamina C para atletas. Entretanto, depois de alguns meses, passei a sentir dor na garganta decorrente da mucosa seca. Este efeito colateral foi superado diminuindo para 2 gramas de suplemento diário de vitamina C.

O beta-caroteno, se utilizado por pessoas que ingerem bebidas alcóolicas, pode intensificar as lesões hepáticas causadas pela utilização de álcool. Desta forma, aqueles que bebem muito álcool devem evitar os suplementos de beta-caroteno.

As vitaminas hidrossolúveis ingeridas em altas doses são eliminadas pela urina e raramente causam intoxicação. Já as lipossolúveis vitaminas A e D podem causar sérios problemas de intoxicação quando tomadas em altas doses. Como já dito anteriormente, não utilize suplementos de vitamina A, que é altamente tóxica, a não ser por indicação médica. No lugar do suplemento de vitamina A, utilize o de beta-caroteno que o organismo vai transformando em vitamina A de acordo com a necessidade.

De preferência consulte o seu médico antes de fazer um programa de suplementação vitamínica. Se ele perguntar se faz uso de alguma droga ou medicamento, mencione também as vitaminas.

Saiba mais:
Antioxidantes e Radicais Livres
Vitamina C contra o resfriado?
Medicina ortomolecular
Multivitamínicos
Suplementos vitamínicos
Vitamina A - Importância, fontes, deficiência, excesso
Vitaminas do complexo B - B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9, B12
Raquitismo
Vitamina D - Fontes, alimentos ricos, deficiência, excesso, importância
Vitamina E - Fontes, alimentos ricos, deficiência
Vitamina K - Deficiência, importância, fontes e alimentos ricos
Vitaminas das frutas - Laranja, banana, kiwi
Fontes de vitaminas
Alimentos com suas vitaminas A, B, C, E, D, K
Vitaminas para o cabelo
Tabela de vitaminas



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Este material tem propósito meramente informativo e não é substituto de conselho profissional.