Obesidade - Resultados Concretos

Até agora vimos em teoria uma boa parte dos problemas envolvendo a obesidade e as formas mais adequadas para se conseguir um emagrecimento saudável. Agora vou apresentar um dos resultados práticos de uma das minhas alunas que resolveu "entrar de cabeça" na luta contra as gordurinhas que a incomodavam bastante interferindo inclusive com a sua auto-estima. 

Natália Barbieri é um dos melhores exemplos de tudo que foi aqui falado durante essas últimas nove semanas com relação a resultados práticos da dieta associadas aos exercícios. 

PUBLICIDADE

Em meados de fevereiro desse ano, nossos caminhos profissionais se cruzaram. Eu necessitava de uma pessoa que pudesse verter os meus artigos para o espanhol e ela precisava de um Personal Trainer. Ao começar a ler, ela simplesmente viu que o conteúdo tinha tudo a ver com os seus propósitos de vida. Daí para frente as coisas começaram a acontecer. Como se diz no popular... "juntou a fome com a vontade de comer". Ela se matriculou num dos postos do vigilantes do peso e tracei para ela o primeiro programa de caminhada. Sua determinação acabou sendo um grande facilitador para o desenvolvimento das planilhas de treinamento evoluindo rapidamente. De caminhada, passou intervalar caminhada com trote, e de trote para corrida foi um pulo. Em junho, experimentalmente participou de uma prova de seis Km, no dia 4 de agosto da corrida da Avon e no dia 25 do mesmo mês completou a Meia Maratona. Nove quilos mais magra sua auto-estima melhorou assustadoramente contaminando, no bom sentido, a todos a sua volta: a família, os amigos do trabalho e em geral. Há de se destacar também, a participação da família, marido e os três filhos, fundamental nesse processo. Todos deram a sua parcela de apoio ora cobrando, ora questionando e ou apenas comentando. 

"Tudo na minha vida melhorou a partir do momento que comecei a ficar de bem comigo mesma. Antes eu pensava que os outros eram o problema". Diz Natália Barbieri. 

PUBLICIDADE

Claro, as coisas não foram tão fáceis assim e ela, mesmo decidida, passou por todas as variações psicológicas descritas nas matérias anteriores, como se o corpo estivesse trabalhando e relutando contra a perda de gordura. - Vez por outra, dava vontade de largar tudo e, como se diz no popular, "chutar o pau da barraca". - Algumas vezes me flagrei atacando a geladeira como se estivesse desesperada de fome - Comenta Natália. No dia seguinte, o complexo de culpa - Completa. 

O bom de estar fazendo exercício junto com a dieta é que, nessas situações desesperadoras, a gente paga o pecado no dia seguinte. A corrida fica mais difícil e o mundo parece desabar na nossa cabeça. Quando a gente faz só a dieta só vai saber que errou uma semana depois na hora de enfrentar a balança. Aí mesmo é que as pessoas acabam desistindo mais rápido. Ainda bem que agora tenho um boa válvula de escape - Comenta Natália com certo ar de vitoriosa. Vejam nas fotos Natália junto com o marido e seus três lindos filhos em dezembro de 2001, e depois em julho de 2002 (foto menor) preparando-se para mais um dia de treino de corrida e na foto fazendo alongamento, logo após ter completado a Meia Maratona em agosto de 2002.

PUBLICIDADE


Serotonina - Gostaria de saber qual a relação entre deficiência de serotonina e a obesidade. Quais os mecanismos naturais que estimulam a produção de serotonina, porque e se uma deficiência pode ter causas genéticas. 

Grata. Cleonice 


Amiga leitora! 

A serotonina é também um neurotransmissor, controlado no hipotálamo interferindo em várias funções orgânicas. (apetite, sono, função sexual, humor, sensibilidade e etc.) 

No apetite está relacionado com o controle da fome e principalmente com a saciedade. Pessoas com níveis normais ficam saciadas facilmente principalmente quando comem doces e a obesidade pode, entre outros fatores, estar relacionada com baixos níveis desse neurotransmissor. Por isso, cada vez mais, medicamentos que estimulam a produção de serotonina têm sido utilizados nas dietas visando perda de peso. 

Sabe-se também que a depressão pode estar relacionada com baixos níveis de serotonina e a obesidade como oriunda de um efeito cascata. Pessoas depressivas ficam angustiadas acabam comendo sem controle e, engordam. 

A serotonina, noradrenalina e dopamina, estão muito associados ao estado afetivo das pessoas e à auto-estima. 

Não se pode afirmar que a queda desses neurotransmissores esteja relacionada com fatores genéticos, acreditando-se muito mais nas causas multifatoriais porém, sabe-se que os exercícios físicos moderados principalmente os escolhidos baseados na preferência pessoal e no prazer de praticar estimulam a produção da serotonina.


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Emagrecimento saudável
Dietas para emagrecer - dieta de emagrecimento
Depressão - Sintomas e causas
Endorfina
Neurotransmissores - Neurotransmissor serotonina, noradrenalina e dopamina, exercícios físicos  
Antidepressivos
De que modo a corrida afeta o bem-estar psicológico
Gene ligado à depressão
Sibutramina
Rimonabanto - Acomplia
Fentermina - Supressor de apetite
Epilepsia - O que é, causas, tratamento
Femproporex
Dietilpropiona - Anfepramona
Sibutramina - Efeitos colaterais, bula e dosagem
Mazindol
Anorexígenos ou anoréxicos - Lista, medicamentos, naturais
Fórmulas para emagrecer
Fucus vesiculosus
Desobesi-M
Cassiolamina
Dualid S
Plenty - Cloridrato monohidratado de sibutramina
Advantra Z - Sinefrina e Laranja-amarga (Citrus aurantium)
Remédios para emagrecer aprovados
Vazy ®
Faseolamina
Tratamento da bulimia e anorexia - Perguntas e respostas
Compulsão alimentar na bulimia nervosa
Ortorexia nervosa
Compulsão alimentar
Transtornos alimentares
Alimentação das modelos
Transtorno Dismórfico Corporal - Anorexia, Drunkorexia, Bulimia, Vigorexia
Anorexia Alcoólica ou Drunkorexia
Anorexia e bulimia - Perguntas e respostas
Inibidores de apetite - Perigosa influência sobre o comportamento
Clorodiazepóxido
Fluoxetina emagrece? Perda de peso e efeitos colaterais
Fluoxetina - Daforin ou Prozac
Ritalina - Metilfenidato
Sertralina - Zoloft
Malhar com personal - Vantagens e possíveis desvantagens
Personal Trainer
Trabalho, família e o exercício físico em sintonia
Excesso de malhação pode causar problemas de saúde
Exercício sem dor, melhor, mais completo, máquinas sem esforço
Atletas de final de semana - Lesões de fim de semana
Exercícios para pernas para corredores
Pular corda emagrece, queima calorias e engrossa as pernas?
Ficar em forma sem frescura
Exercício irregular
Malhar não precisa complicar
Tesofensina
5-HTP e Griffonia simplicifolia
5-HTP ou 5-Hidroxitriptofano
Acupuntura para emagrecer

Créditos:
Texto copyright © por
Luiz Carlos de Moraes CREF/1 RJ 003529
lcmoraes@petrobras.com.br | lcmoraes@compuland.com.br  
Leia mais artigos sobre esporte e saúde no site Notícias do Corpo

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar: