Como atenuar a ansiedade pré-competição?

Pergunta: Como atenuar a ansiedade pré-competição?

Ansiedade - NIH

Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

A ansiedade é um dos maiores problemas que atinge o atleta e o técnico. É interessante definirmos o que é ansiedade.

Ansiedade é um estado emocional causado pela excitação do Sistema Nervoso Central, esta excitação é provocada pela percepção de que alguma coisa ao redor esta não conforme com a rotina de vida de cada pessoa.

O período pré-competitivo, até o tiro de largada é um tempo de maior concentração, reflexão, auto-avaliação, comparações, pré-julgamentos com relação aos obstáculos e problemas a serem superados e os objetivos planejados.

PUBLICIDADE

Nesta condição surgem às inseguranças, receios, convicções, certezas que são responsáveis pela manifestação do estado de ansiedade positiva ou negativa.

A ansiedade é negativa quando impede que o atleta possa desenvolver positivamente toda a sua potencialidade, física e psicológica.

No outro extremo temos as ansiedades altamente positivas, que também poderá levar ao não atingimento dos resultados esperados, onde o atleta esquece a técnica e passa a correr somente com a energia da emoção, um técnico ansioso transmite seu estado emocional para o atleta.

Isto posto, a pergunta muita bem colocada sugere uma resposta indicando o "caminho do meio" ou seja, o caminho do equilíbrio.

É trabalho essencial do técnico junto ao seu atleta procurar este equilíbrio, a ansiedade é um estado que mobiliza para a ação, desde que em doses equilibradas possibilitando uma participação em uma corrida com vontade, garra, técnica e fundamentalmente fair-play.

PUBLICIDADE

Isto acontece quando existe uma relação técnico x atleta, baseada na confiança, clareza de propósitos, no trabalho diário, convívio freqüente - olho no olho.

Um planejamento confiável também é base importante na construção desta pirâmide.

Outro fator positivo no equilíbrio da ansiedade o autoconhecimento e o grau de maturidade do atleta, baseado em seus sentimentos e moções, sua condição física para a prova e suas manifestações.

Alem disso, no período pré-competição é necessário cuidar-se adequadamente respeitando o repouso, sono, alimentação, hidratação e prática do lazer no convívio social.

Carlos Gomes Ventura
Telefone: (11)3686-5384 - blog: carlosventura8085.blogspot.com - e-mail: cgventura@uol.com.br

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...


Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

Boa pergunta.

Eu penso que cada atleta deve idealizar uma técnica particular. Não tem como alguém institucionalizar um modo de atenuar a ansiedade pré-competição. É igual ao treinamento, tem que ser individualizado.

Eu em particular utilizava uma tática peculiar, ou seja, fazia o aquecimento a 70% do que iria empregar na prova. Começava aquecendo bem devagar por cerca de 10 minutos e fazia os alongamentos básicos. Depois, faltando cinco a dez minutos para a largada (sempre atrasa), começava a correr no ritmo de 70%, pois na hora da largada estaria tão aquecido como se estivesse fazendo um treino, então vejamos; Quando saímos para fazer um percurso de treino, só nos sentimos perfeitamente aquecidos depois dos 3km ou 15 minutos de corrida, aí o ritmo de treino aumenta sem sentirmos, pois estamos devidamente aquecidos.

Assim, eu evitava o stress pré-competição, pois fingia que estava num treino forte. O atleta que não aquece devidamente bem, fica estressado. Odeio ver atletas antes da prova fazendo aquele aquecimento sem-vergonha, um trotinho de "M". O cara em vez de aquecer numa boa, fica ali naquele trotinho imaginando mil estratégias de como vai ser sua corrida. Quando é dada a largada, ele está frio e ansioso, quer dizer, toda a estratégia que ele ficou bolando antes da largada, foi pro ralo.

Eu sempre dizia para os meus atletas; "Corredor que pensa muito, não corre nada. Quem tem que pensar em estratégias de corrida é o técnico. O atleta só tem que correr e obedecer ao técnico".

Esse exemplo eu vi na última São Silvestre. O técnico da Lucélia Peres, meu amigo, me confidenciou antes da largada, que tinha instruído ela para que corresse no ritmo de 3’15" a 3’20" p/km, pois fatalmente ela ganharia a corrida, ou na pior das hipóteses, repetiria o resultado do ano passado. Não, o que ela fez, desceu a Consolação de pé embaixo, a 3’05" p/km, todos nós vimos o resultado da desobediência dela. Tudo bem, ela melhorou sua marca, mas pagou caro na colocação. Enquanto que a corredora da Sérvia, Olivera Jevitc, obedeceu a risca o que seu técnico recomendará e deu no que deu. Onde os corredores mais precisam de fôlego, a subida da Brigadeiro, ela tinha de sobra, enquanto que as outras já estavam só o caco. A ansiedade das outras, foi sua ruína, ao passo que a Olivera teve mais sangue frio e levou a cabo as instruções de seu técnico.

Taí um exemplo da atleta que deixa para o técnico pensar e ela correr e obedecer.

Bons treinos a todos.

Bons treinos.


Resposta do Professor Luis Tavares

A ansiedade é um problema sério, até mesmo quando marcamos um teste com a minha equipe tem atletas que tem dor de barriga, secura na boca, vontade de fazer xixi, tudo por causa de ansiedade. Toda vez que você estiver sendo cobrado ou avaliado de uma forma ou outra gera ansiedade. Ou seja em um teste você tem que dar o seu melhor para o seu técnico e seus colegas do grupo, mostrar de que você assimilou e treinou adequadamente e nas competições além de provar ao seu técnico a sua melhora, existe a cobrança interna de melhorar a sua marca pessoal. 

E tudo isso, com essas perspectiva, se não são atingidas, gera uma frustração grande, além de ter que explicar a todo mundo por que não correu bem, esse conjunto todo ocasiona a ansiedade e como combatê-la? Primeiro lugar, encare a prova ou teste como um treino normal sem cobrança por resultados, evite de pensar muito na prova, distraia com outras coisas como leitura ( que não seja sobre a corrida), ir ao cinema, evite ler jornais ou assistir televisão que fale sobre a corrida que voc~e irá fazer, pois isso tudo gera mais ansiedade.

Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br 
site: https://www.ectavares.com.br

Saiba mais:
Transtornos de ansiedade - Tipos e tratamentos
Ansiedade - Diagnóstico e Tratamento
Pedalar diminui ansiedade
Transtornos de ansiedade - Tipos e tratamentos
Benefícios da corrida
Estresse e sua saúde
Stress
Você sabe lidar com o estresse?
Distúrbios da ansiedade infantil
Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade em adultos
Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade em adolescentes
Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade - Tratamento
Sintomas de transtorno de déficit de atenção com hiperatividade em crianças
Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade
Crianças Hiperativas - Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade
Podoposturologia - Reprogramação postural através dos pés
Transtorno de Estresse Pós-traumático
Dor de Barriga
Soro Caseiro
Diarréia em crianças e bebês
Diarréia crônica
Diarréia - Causas, sintomas, tratamento, conduta nutricional
Opinião sobre as competições realizadas na parte da manhã
O poder da mente positiva antes de uma competição
Quais são os erros mais comuns cometidos por corredores amadores no treinamento?


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

VoltarVoltar