Refeição antes do treino

Pergunta: Até quanto tempo antes do treino deve ser a última refeição?

Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

Depende de cada organismo!

Normalmente o ideal é quatro horas antes. Então vamos ver.

Quando acordamos tomamos um desjejum para treinar, pois saco vazio não para em pé, além do que, o treinamento deve ser realizado no mínimo uma hora depois de acordarmos.

Após o treino matinal, desgusta-se um substancioso café da manhã. Ao meio-dia almoçamos, pois o treino da tarde (estamos falando dos atletas de elite que tem dupla jornada de treinos) só se realizará após às 16h. Então como vimos, a diferença entre a refeição e o treino foram de quatro horas, no mínimo. Assim, deve ser antes da competição.

Por que essa diferença? Até para um leigo, todos nós sabemos que o organismo direciona o sangue para onde ele está sendo mais solicitado, ou seja, se você comeu alguma coisa, o organismo vai direcionar mais sangue para o estômago e intestino para que o processo de digestão dos alimentos se faça de modo salutar. Se o sujeito faz exercício logo após comer, o organismo vai entrar em pânico, pois ele não vai saber ao certo se manda sangue para o aparelho digestivo, ou se manda para os músculos para supri a demanda de oxigênio. Resumindo, vira um caos no organismo.

Dizem os médicos, que o tempo médio para uma boa digestão são de quatro horas, então...

Outra coisa que me deixa indignado, é ver nessas revistas de corrida, repórteres entrevistando nutricionistas antes de grandes provas, principalmente às da Globo, qual à alimentação a ser ingerida antes das competições. Ninguém tem que mudar os seus hábitos alimentares para participar de uma competição, pois o tiro pode sair pela culatra, e é o que mais acontece. O que o atleta tem que respeitar, é o tempo para uma digestão bem feita antes de participar da prova. Ele nem precisa prescindir de comer o que mais gosta só porque vai competir. Se o sujeito está acostumado a comer diariamente feijoada, porque ele vai se privar disso só porque vai competir? Se ele faz isso diariamente e treina. Por que no dia da corrida vai fazer mal? É só ele respeitar o tempo de digestão. É esse o segredo para continuar comendo o que está acostumado e competir sem estresse. Mudar a dieta no dia da competição só porque alguém disse, é jogar no ralo meses de trabalho árduo.

O tempo para a digestão antes da competição que é o pulo do gato, e não a mudança dela.

Boas provas, com digestão bem feita.

PUBLICIDADE


Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

A alimentação de uma pessoa que faz atividade física é fundamental, e alguns cuidados devem ser observados, tanto para pessoas comuns, como para atletas de média ou alta performance, enfim todo o individuo deve procurar manter um perfil de cuidados.

O treino e a competição tem a mesma característica embora às vezes um treino não provoque uma exigência física tão forte como o primeiro, portanto a programação alimentar deve seguir os mesmos preceitos.

O corpo humano é movido por alimentos que se transformam em energia, dando condições para que possamos praticar exercícios no esporte ou na atividade profissional diária.

Algumas sugestões sobre a ingestão de alimentos devem ser dadas a todos os corredores.
Primeiramente amoldar suas refeições objetivando os horários dos treinamentos. Alguns alimentos possuem um tempo de permanência no estomago e podem prejudicar o desempenho do corredor como por exemplo, carne , frango, arroz, verdura cozida que tem uma permanência por volta de 3 a 4 horas. Carnes com gorduras, feijão, tem uma permanência de 4 a 5 horas.

Sendo assim, a seleção dos alimentos deve ser criteriosa, antes de treinamentos fortes ou prolongados, o corredor deve priorizar a ingestão de carboidratos, pois eles são melhor absorvidos pelo nosso organismo.
Alimentos com percentual alto de gorduras devem ser ingeridos preferencialmente na hora do almoço.

O praticante não deve jamais esquecer de que seu corpo deve estar permanentemente hidratado, verduras frescas possuem 90% de água, leite 87% de água, ovos 74% de água, carne magra cerca de 60% de água, frutas no seu todo possuem um percentual de 85% de água.

Não é aconselhável mudanças bruscas no regime alimentar, no momento do treinamento o estomago do atleta relativamente vazio, também não é sugerida a ingestão de glicose, açucares de forma liquida, pelo menos 60 minutos antes do treino ou de uma competição, para não sentir sensação de mal estar ou de cansaço.

Antes de uma seção de treinamento ou de uma competição em um período antecedente de pelo menos 60 minutos o atleta de ingerir um caldo quente, uma ou duas fatias de pão tostado, e sê possível chá quente.
Deve-se evitar bebidas gasosas.

Enfim nosso corpo deve ser tratado e preparado como um aparelho de alta tecnologia, todo cuidado sempre é necessário, para um ótimo desempenho, tanto nos treinamentos como nas competições, resumindo a melhor evidência que a educação física nos proporciona, qualidade de vida, começa na alimentação, que é um dos principais fatores de educação.

Você que vai treinar programe sua alimentação para pelo menos 3 a 4 horas antes da atividade, competitiva ou de treinamento.

Carlos Gomes Ventura
Telefone: (11)3686-5384 - blog: carlosventura8085.blogspot.com - e-mail: cgventura@uol.com.br

PUBLICIDADE

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...


Resposta do Professor Luis Tavares

Basicamente se você for treinar no período da manhã bem cedo, é aconselhável uma alimentação leve do tipo: 1 biscoito, um pedaço de 1 fruta, 1 iogurte meia hora antes e durante o treino e logo após estar repondo com maltodextrina e ao chegar em casa repor com um café mais reforçado.

Se o seu treino for no período a tarde, aconselhamos um almoço não muito pesado, mais rico em carboidratos , pelo menos três horas antes, e após o treino repondo com malto e uma barra de cereal,

Se o seu treino for a noite após o serviço e antes do jantar, é importante 1 hora antes , uma barra de cereal, 1 suco ou 1 fruta por exemplo e depois do treino repondo com malto e uma barra de cereal e na janta algo bem leve como uma saladinha e uma sopa de legumes.

Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br 
site: https://www.ectavares.com.br

PUBLICIDADE

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Iogurte e seus benefícios
Adoçantes dietéticos - Sacarina, Aspartame, Frutose, Sucralose ...
Alimentos Funcionais - O que é Alimento Funcional
A importância do café da manhã para o esportista
Tabela de Índice Glicêmico - Carboidratos
Laticínios são importantes para o esportista?
Carboidratos
Recomendações Nutricionais para Atletas - Dieta e Nutrição
Carga Glicêmica

VoltarVoltar

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar: